Amazon Prime Video
Amazon Prime Video

Amazon vai doar mais de US$ 2 milhões para produtoras de TV, cinema e teatro afetadas pela pandemia

Doação irá para países da América Latina onde a empresa está desenvolvendo conteúdo local e original

Redação, AFP

27 de janeiro de 2021 | 10h58

A Amazon anunciou nesta terça-feira, 26, que destinará mais de US$ 2,65 milhões para apoiar a recuperação das produtoras de televisão, cinema e teatro no México e outros países latino-americanos para aliviar a crise econômica derivada da covid-19.

A gigante do comércio eletrônico e streaming dos Estados Unidos, que apresentou suas novas séries originais, informou que trabalha "em estreita colaboração com organizações que estão comprometidas em apoiar a comunidade e grupos de profissionais do audiovisual" para canalizar apoio.

As doações serão concluídas no primeiro semestre deste ano “e irão para os países onde a empresa está desenvolvendo conteúdo local e original”, disse Jennifer Salke, diretora do Amazon Studios.

Salke explicou que outra das ações da empresa desde 2020, quando começou a pandemia, foi fechar acordos com os estúdios para levar os lançamentos originalmente planejados para a televisão.

"Desde o início da pandemia da covid-19, temos sido capazes de lançar conteúdo global original e produções locais. A situação está mutável e haverá obstáculos. Sabemos que o conteúdo do Prime Video continuará a ser muito forte", disse Salke.

Entre os títulos anunciados para este ano, destacam-se a produção de mais duas temporadas de LOL: Last one Laughing, estrelada pelo ator mexicano Eugenio Derbez, e uma segunda temporada de Pan y Circo, de Diego Luna.

A seu serviço, Amazon Prime Video acrescentará Maradona: Sueño Bendito, sobre a vida do craque do futebol argentino, e a primeira série de documentários esportivos dedicada ao time mexicano Chivas de Guadalajara.

A plataforma Amazon Prime Video está presente em mais de 200 países e tem mais de 150 milhões de usuários em todo o mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.