Amazon vai cobrar para recomendar livros

A Amazon.com disse hoje que pretende cobrar uma taxa, de até US$ 10 mil, para que as editoras possam escolher quais livros serão recomendados aos clientes da loja virtual. Antes disso, os editores da Amazon eram os únicos responsáveis pelas recomendações feitas aos leitores, que são enviadas por e-mail. No novo sistema, os livros indicados serão analisados pelos editores da loja virtual, que serão responsáveis pela decisão final. As editoras só pagam se os livros acabarem sendo recomendados.A loja virtual garante que vai continuar recomendados títulos, mais exatamente best sellers e livros de escritores famosos das editoras que não quiserem pagar a taxa. O novo sistema, entretanto está sendo encarado como uma fonte de confusão para os clientes, que podem não saber distinguir recomendações legítimas com anúncios pagos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.