Facebook/Reprodução
Facebook/Reprodução

Aluno de Olavo de Carvalho assume coordenação de apoio a quilombos da Fundação Palmares

Nomeação de Victor Hugo Diogo Barboza foi publicada nesta sexta-feira, 14, no Diário Oficial

Redação, O Estado de S. Paulo

14 de agosto de 2020 | 08h20

Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares, trocou nesta sexta-feira, 14, o comando da Coordenação de Articulação e Apoio às Comunidades Remanescentes dos Quilombos, do Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro. Sai Tauiny Lasmar Moura dos Santos e entra Victor Hugo Diogo Barboza, aluno de Olavo de Carvalho.

A indicação foi feita por Camargo em 29 de julho e a nomeação foi publicada nesta sexta-feira, 14, no Diário Oficial junto com a exoneração de Santos, que ocupava o cargo desde julho de 2019. A Fundação Cultural Palmares é vinculada à Secretaria Especial da Cultura.

Barboza é formado em direito e biomedicina, já foi filiado ao PPL (Partido Pátria Livre), passou em concurso para soldado, em Brasília, já atuou como ajudante parlamentar do PMDB e é aluno de um curso online de filosofia, ministrado por Olavo de Carvalho. Esta será sua primeira experiência na área de atuação da Fundação Palmares.

Sérgio Camargo assumiu o cargo em , apesar dos protestos do movimento negro. Ela já disse que o Brasil tinha um racismo Nutella, que a escravidão foi benéfica aos negros, repudiou Zumbi, chamou o movimento negro de 'escória maldita' e, ontem, disse que o Black Lives Matter é racista.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.