Altar renascentista de Niterói será recuperado

O mais antigo conjunto de altar católico no Brasil que guarda as características da arte renascentista não corre mais o risco de desaparecer. Uma equipe de arquitetos, arqueólogos e restauradores se ocupa, há um ano, da recuperação da Igreja de São Lourenço dos Índios, fundada pelos jesuítas em um dos núcleos de formação de Niterói. A restauração do retábulo, datado do século 16, faz parte do projeto de recuperação integral do monumento, que nunca havia passado por qualquer processo de conservação e estava em ruínas. A importância histórica e artística do retábulo da pequena igreja situada no alto do morro de São Lourenço levou o diretor do projeto e presidente da Fundação de Arte de Niterói (FAN) , o restaurador e artista plástico Cláudio Valério Teixeira, a convidar o colega argentino Domingo Telecchea para assumir a tarefa de descobrir a verdadeira origem do retábulo e recuperá-lo estrutural e esteticamente. "Quase perdemos essa relíquia", avalia Telecchea, radicado em São Paulo desde 1957 e presidente do Instituto Paulista de Restauro.Leia mais

Agencia Estado,

15 de fevereiro de 2001 | 14h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.