AllTV estréia este mês na Internet

Uma TV que pudesse oferecer ao espectador a oportunidade de interagir e mudar totalmente a programação em tempo real. Se isto já é uma previsão concreta para o futuro da televisão, na Internet brasileira será uma realidade a partir do dia 25, com a chegada da AllTV, a primeira televisão transmitida 24 horas pela rede. "Podemos dizer que é a primeira televisão "da" Internet e não TV "na" Internet, porque foi totalmente concebida para atender as necessidades dos internautas", explica o jornalista Alberto Luchetti, responsável pela AllTV, lembrando que o investimento para implantação do projeto foi de algo em torno de US$ 2 milhões. Aos 50 anos de idade e com 30 de experiência, Luchetti resolveu deixar o cargo de ex-diretor de Núcleo da Rede Globo por "espírito de pioneirismo" e apostar num antigo sonho, o de ter sua própria televisão. Sem a necessidade de uma concessão nos moldes tradicionais da TV aberta, Luchetti se inspirou no modelo criado pela City TV, no Canadá, que há alguns anos também serviu de base para a criação do Canal 21 - emissora de UHF pertencente à Rede Bandeirantes e que também foi implantada pelo jornalista -, que tem como característica principal as câmeras espalhadas por toda a cidade para mostrar o trânsito de São Paulo. Segundo Luchetti, as outras tentativas de jornalismo televisivo na Internet não deram certo porque nunca foram projetadas para o veículo. "O grande problema é que sempre são usados padrões e linguagens que fazem sucesso na TV convencional. É como se fosse uma TV normal, mas exibida na Internet. No caso da AllTV, tudo foi construído para o espectador solitário, porque o internauta não se senta diante do computador com toda a família como o faz diante do aparelho de TV", reforça o diretor, lembrando que no Brasil esse público já é de 23 milhões de internautas. Programas Curtos - O local escolhido para abrigar toda a televisão foi uma grande casa, no bairro do Paraíso, em São Paulo, onde já estão trabalhando 120 profissionais, entre técnicos, produtores e apresentadores. Os programas serão transmitidos de quatro estúdios montados na casa - um deles, inclusive, com auditório. A programação será comandada sempre por casais, que se revezarão a cada quatro horas. "A idéia é que cada programa tenha 10 minutos de duração, mas tudo vai depender do internauta, que poderá interagir com os apresentadores e ampliar os programas, encurtá-los ou até mesmo participar do programa através de uma webcam", acrescenta Luchetti, lembrando que as atrações deverão ter horários diferenciados a cada dia da semana. "O casal que apresentar uma atração na segunda, das 8 ao meio-dia, na terça vai entrar no ar a partir do meio-dia. Isto é para que o internauta, que tem o hábito de ligar seu computador todo dia no mesmo horário, possa acompanhar programas diferentes todos os dias."O jornalista Marco Barrero, que trabalhava com Luchetti na Globo, também faz parte do projeto no cargo de diretor de criação, assim como Alexandre Hércules (diretor executivo), Jorge Matsumi (diretor de operações) e Guilherme Polito (diretor de tecnologia). Os apresentadores também já estão definidos: Ana Lee, Alessandra do Valle (filha de Luciano do Valle), Wagner Belmonte, Cristiano Cochrane (filho de Marília Gabriela), André Barbosa Machado de Souza (filho de Silvio Luiz) e Vinícius França. Para se conectar à nova TV, basta ter um computador ligado à Internet, lembrando que o acesso é gratuito. O endereço é www.alltv.com.br. Enquanto não entra no ar, a página inicial apresenta uma homenagem aos 50 anos de televisão. Uma homenagem merecida, feita no momento em que o veículo passa a ter um novo conceito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.