Allen restringe autobiografia e enfurece editora

A autobiografia de Woody Allen causou frisson em Nova York desde que surgiram os primeiros rumores de que o cineasta estaria trabalhando num texto sobre sua vida. Agora está confirmado: Allen está de fato redigindo sua biografia para a editora HarperCollins, mas tudo pode vir por água abaixo. O cineasta e a editora estão em pé de guerra porque ele não quer contar em detalhes a história de seu casamento com Soon-Yi Previn, sua mulher e ex-enteada. A notícia de que Allen quer manter o assunto reservado caiu tão mal na editora que na editora já há quem fale em não lançar o livro. "Woody não concordou em escrever muito sobre suas relações pessoais. E se não for um livro para contar tudo, não vamos ter o retorno do nosso dinheiro", disse um funcionário da HarperCollins de acordo com o Imdb.com. Estima-se que o cachê de Allen pelo livro seja de US$ 2 milhões. Seu casamento com Soon-Yi Previn ainda desperta imenso interesse do público. Ela é a filha adotiva de Mia Farrow. Allen casou com a filha dela em 1997, numa manobra sentimental que levantou polêmica e o pôs o trio nas manchetes das páginas de fofocas.

Agencia Estado,

05 de janeiro de 2004 | 17h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.