Alexandre Orion apresenta sua nova exposição

Alexandre Orion é um provocador. O espírito contestador desse artista plástico paulistano é transportado das ruas de São Paulo para o espaço indoor da Galeria Inox, em Copacabana, na exposição Lampoonist, inaugurada sexta-feira (26). Conhecido por suas inteligentes e bem-humoradas (melhor dizendo, sarcásticas) intervenções urbanas, Orion exibe agora dez obras que questionam os limites entre o puramente comercial e a estética marginal.

AE, Agência Estado

30 Abril 2013 | 11h33

Ao utilizar a técnica dos luminosos publicitários para criar esculturas de grafites e uma instalação com pichações em néon, o artista faz uma crítica à apropriação dessas formas de arte pela lógica mercantilista. A combinação entre publicidade e grafite, duas estéticas tão díspares, mas que o mercado está fazendo questão de tentar aproximar, mesmo à força, gera uma espécie de "disfunção visual": ao mesmo tempo em que banaliza a publicidade, tirando dela suas características formais, o artista explicita a técnica intrincada das escritas urbanas.

O embate parece ser mais ideológico do que estético. E remonta à discussão histórica sobre a transição do marginal para o fashion - ou do marginal que é digerido pelo mercado. "Muita coisa que é marginal é absorvida e se transforma em algo cult, erudito. Outras são digeridas pelo mercado de tal maneira que arrancam a alma daquilo, e o que sobra é nada."

Trata-se de uma crítica aos artistas que apresentam a estética urbana sob uma forma comercial, privando-a de sua natureza que é, em essência, transgressora. O que não significa que ele não vá também tirar certo proveito financeiro dessa lógica - suas obras já foram vendidas antes mesmo da abertura da exposição. "Nos Estados Unidos, os artistas de rua entendem que entrar pra publicidade é se tornar cultura. Eles acham que quando fazem a embalagem de um produto, uma lata de refrigerante, estão dando um passo artístico. Mas essas marcas não absorvem, elas realmente digerem a coisa e a esvaziam de significado. E os brasileiros agora estão entrando nesse processo."

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
exposições Orion

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.