Alemanha vai boicotar feira literária de Cuba

O governo alemão decidiu boicotar a Feira do Livro de Havana de 2004. Conforme noticiou hoje a imprensa alemã, a decisão do ministério de Relações Exteriores é uma resposta ao recente recrudescimento do governo de Fidel Castro contra a oposição. A assessoria do governo alemão cita a prisão de 75 dissidentes e a retomada das execuções.O boicote parte do governo alemão e não implica a adesão de seus escritores. O ministério avisa, porém, que os alemães que esperam visitar Havana não contarão com apoio oficial. A Alemanha seria um dos países convidados da edição 2004 da feira cubana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.