Ale Youssef

O dono do Studio SP escolhe as melhores dos últimos anos

, O Estado de S.Paulo

21 de agosto de 2010 | 00h00

1. CANGOTE - Céu.

"É a cantora desta geração. Ela tem uma voz incrível e a produção impecável. A mistura de estilo e ritmos faz com que seu som possa ser ouvido em qualquer situação."

2. MAGRELA FEVER - Curumim.

"É uma das minhas preferidas da nova geração da MPB. Lembra muito São Paulo."

3. DÊ - Cérebro Eletrônico.

"É o pós-tropicalismo. Acho a letra impressionante. Combina com qualquer balada e geralmente surpreende quem não conhece."

4. LEALDADE - Eddie.

"Nunca ouvi essa música em nenhum lugar público sem que muita gente imediatamente começasse a cantá-la."

5. LE CHAT DU CAFE DES ARTISTES - Jean-Pierre Ferland.

"Gosto de música francesa. Essa música tem um clima bastante curioso e me lembra os altos papos que costumo ter pelas noites da vida."

6. COLD-BLOODED OLD TIMES - Smog / Bill Callahan.

"É um retrato de uma nova geração folk americana que emergiu de um jeito cool no cenário."

7. BRAND NEW START - Little Joy.

"O clima é leve e divertido. Uma banda cujo nome combina muito com o som."

8. FESTA - Otto.

"Expressa uma mistura de alegria e tristeza impressionante. Acho que simboliza o belo momento de Otto como artista."

9. DANCE DANCE DANCE - Lykke Li.

"Essa cantora é umas das grandes revelações. É doce e sensual de um jeito muito atual."

10. PAPER PLANES - M.I.A.

"Minha preferida dos últimos anos. Forte e visceral. É um grito das periferias do mundo contra "o sistema". A M.I.A. é a artista que melhor representa isso."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.