Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Alckmin diz não interferir na Cultura

O Universal Channel repagina seu layout com reforma gráfica que inclui mudança na logomarca e no on-air, jargão que determina o conceito de vinhetas e da linguagem de áudio e vídeo que fazem o cartaz do canal.

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2013 | 02h11

A repaginação do Universal está em fase de produção e só chega à tela dentro de alguns meses. Concebido para o canal no mundo todo, o projeto acaba de ser anunciado pela NBCUniversal e começa pela Ásia.

O Instituto Inhotim, em Minas, abre Arquiteturas, série em 13 episódios produzida pela Revanche, de Paulo Markun, que estreia hoje na TV Sesc, às 21 h. Com depoimentos de Lúcio Costa, Paulo Mendes da Rocha e João Batista Vilanova Artigas, o programa aborda a importância da arquitetura nas cidades.

Reynaldo Gianecchini se despediu dos cachos ostentados por seu Nando, em Guerra dos Sexos, e exibe o novo visual ao Estrelas, de Angélica, hoje, na Globo.

René Silva, blogueiro do Complexo do Alemão que Glória Perez trouxe para a novela Salve Jorge, lança em breve o livro A Voz do Alemão. O rapaz se tornou conhecido ao tuitar em tempo real a ocupação policial da região,

Da série diálogos improváveis, e ainda sobre as gravações do Troféu Imprensa - que já foi assunto desta coluna nos últimos dias e vai ao ar amanhã à noite, pelo SBT - vale a pena voltar ao inesgotável repertório de Silvio Santos. Eis um trecho da conversa entre ele e Serginho Groisman, que lá esteve para receber troféus de anos anteriores:

Serginho: "É o Oscar da televisão brasileira, né?"

Silvio: "É, aqui a gente copia mesmo, só que este é de ouro, o outro é só banhado."

Serginho: "Eu sei, já vendi um."

O apresentador da Globo já tinha recebido três estatuetas e levou mais quatro, lá acumuladas.

O rapper MV Bill vive um policial com cara de mau, mas coração de manteiga, no filme Odeio o Dia dos Namorados, protagonizado por Daniel Boaventura. Aqui, Bill usa um detector de mentiras para fazer o outro confessar seus pecados. Estreia dia 7 nos cinemas.

Embora Marcos Mendonça já fale como candidato e seja apontado como nome indicado pelo governador Geraldo Alckmin à sucessão de João Sayad na presidência da Fundação Padre Anchieta (FPA), o governador disse ontem a um interlocutor que apoiará o candidato que tiver a maioria dos votos do Conselho Curador da FPA. Procurada pela coluna, a assessoria de Alckmin confirmou que ele não encampará candidatura alguma e deixará o Conselho livre para a escolha. Os membros do grupo ainda procuram consenso sobre um nome alternativo ao de Mendonça. O candidato tem de se inscrever até seis dias antes da eleição, que será dia 13.

Confessionário

Tudo o que sabemos sobre:
Cristina Padiglione

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.