Agualusa mostra o absurdo da realidade em novo livro

O escritor angolano José Eduardo Agualusa é autor de textos de uma aparente simplicidade, que se apoderam de um recorte da realidade com tal força que deixam o leitor intranqüilo. É o caso dos contos que compõem o volume Manual Prático de Levitação (Gryphus), que ele lança hoje à noite, na Livraria da Vila. São histórias criadas nos momentos em que esteve em Angola, no Brasil e na Europa. "Como eu ainda não tinha um livro de contos publicado aqui, selecionei alguns e os dividi em três partes", conta Agualusa, que já esteve em Brasília e no Rio comentando sobre o livro e sua obra. Embora editada há alguns anos no País, sua literatura tornou-se mais conhecida no ano passado, durante a Festa Literária de Paraty, quando dividiu uma mesa de debates com um fã ilustre, Caetano Veloso. "Foram seus elogios que despertaram uma atenção maior para a minha obra", comenta. As primeiras histórias do livro, ambientadas em Angola, são justamente as mais impactantes - Agualusa retrata a absurda realidade que o cerca, de um país que ainda busca se recuperar da guerra civil. Na segunda parte do livro, em que figuram os contos "brasileiros", o absurdo continua, mas em outra tonalidade. Na história que dá título ao livro, por exemplo, um vendedor de caixões funerários conhece um professor de levitação, durante uma festa. "Gosto especialmente do nome desse professor, Emanuel Subtil, pois sempre procurei utilizar as formas mais incomuns para meus personagens." Livraria da Vila - Rua Fradique Coutinho, 915, Vila Madalena, 3814-5811. Hoje, às 18h30 lançamento de Manual Prático de Levitação. De José Eduardo Agualusa. Gryphus Editora. 161 páginas. R$ 29,00.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.