Agora é a vez dos cachorros

Agora é a vez dos cachorros

Depois dos gatos, é a vez dos cães - estreia hoje, no Teatro Nair Bello do Shopping Frei Caneca, Bark! Um Latido Musical que, como o próprio título adianta, é um espetáculo sobre o melhor amigo do homem. A premissa é semelhante à de Cats: um grupo de cachorros de raças distintas se encontra em um beco onde revela suas frustrações e ansiedades. Novamente, uma forma lúdica para se discutir relações humanas a partir de personagens de quatro patas.

Ubiratan Brasil, O Estadao de S.Paulo

25 de março de 2010 | 00h00

Afinal, ali estão a sofisticada poodle Chanel (Paty Amoroso), o cão "adolescente" Rocks (Marcelo Pires), o vira-lata Sam (Murilo Trajano), o cachorro velhinho King (Vandson Paiva), a revoltada Boo (Mamá Trindade) e a veterana Golde (Bibba Chuqui). "Não busquei um tom realista, tanto nas interpretações como na concepção do cenário", comenta José Possi Neto, responsável pela direção geral.

Com músicas de David Troy Francis, que estará presente hoje na estreia paulistana, Bark! iniciou carreira em Los Angeles em 2004, logo conquistando prêmios locais. E, na trilha do caminho off Broadway, chegou a outras cidades americanas (inclusive no Alasca) e agora se prepara para estrear em Nova York. "O que diferencia nossa versão é um tom menos solene na interpretação das canções", conta o produtor João Federici. "O David certamente vai notar a diferença e, espero, aprovar."

De fato, a montagem brasileira aposta mais na dramaturgia (uma música foi excluída) e na valorização dos figurinos. "Planejamos um cenário com cores mais neutras a fim de ressaltar as cores da roupa de cada um", conta Possi Neto, que também planejou um beco pictórico, ou seja, faixas de pano pintadas cobrem o fundo, simulando muro pichado.

O elenco é outra novidade - embora jovens, os atores já revelam boa experiência no canto e na dança, requisito cada vez mais necessário na montagem de musicais no Brasil. E o destaque são justamente os iniciantes Paty Amoroso e Marcelo Pires: com 18 e 19 anos, respectivamente, eles já apresentam uma desenvoltura vocal encontrada habitualmente apenas em profissionais mas, boa notícia, sem perder o ar juvenil típico da idade.

BARK! UM LATIDO MUSICAL!

Teatro Nair Bello. R. Frei Caneca, 569, 3472-2414. 5ª e sáb., 21h; 6ª, 21h30; dom., 17h. R$ 20/ R$ 50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.