Afresco de Da Vinci é investigado

Restos de pigmento negro encontrados por detrás de um falso muro do Palácio Velho de Florença, na Itália, poderiam pertencer a um afresco perdido do renascentista Leonardo da Vinci (1452-1519), obra intitulado A Batalha de Anghiari. "Ainda estamos em fase preliminar de investigação, mas as provas demonstram que buscamos no local adequado", afirmou o diretor do processo, Maurizio Seracini. Segundo ele, há mais de 30 anos se investiga o paradeiro do afresco. A amostra do material negro, encontrado no palácio que é a sede da Prefeitura de Florença, tem composição química compatível com a usada pelo artista em obras como a Gioconda. / EFE

O Estado de S.Paulo

13 de março de 2012 | 03h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.