Gustavo Rampini/Divulgação
Gustavo Rampini/Divulgação

Aécio e Campos publicam nota por morte de João Ubaldo

Os presidenciáveis mais bem pontuados nas pesquisas de intenção de voto lamentaram a morte do escritor João Ubaldo Ribeiro, ocorrida na madrugada desta sexta-feira, 18, no Rio de Janeiro, aos 73 anos.

RAFAEL MORAES MOURA E LETICIA SORG, Agência Estado

18 de julho de 2014 | 13h21

Além da presidente Dilma Rousseff, que destacou a perda de um grande nome pela literatura brasileira, o candidato do PSDB, Aécio Neves, disse em post publicado no Facebook que o Brasil perdeu hoje um de seus melhores escritores e uma figura humana extraordinária, uma das mais lúcidas cabeças, referência na literatura e na crítica social. "A inteligência, o bom humor e o senso crítico de João Ubaldo Ribeiro farão muita falta ao Brasil. Mas fica entre nós sua obra imortal, essencial para entender, para compreender o País e para apontar os rumos para um futuro melhor. O meu abraço solidário à sua família e aos amigos", disse o tucano.

O presidenciável do PSB, Eduardo Campos, afirmou, em sua página oficial no Facebook, que, por meio de sua obra, João Ubaldo Ribeiro deixará um inestimável legado. "Não posso deixar de citar seu ''Viva o Povo Brasileiro'' como um dos melhores retratos de nosso povo. Que Deus conforte seus familiares, amigos e fãs."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.