Advogado de Chris Brown quer adiar julgamento por agressão

Um advogado do cantor Chris Brown pediu à Suprema Corte da Califórnia que adie o julgamento por agressão do popstar enquanto toma uma decisão a respeito da tentativa do advogado de obter informações da polícia.

REUTERS

17 de junho de 2009 | 15h36

Registros do tribunal mostraram na terça que a corte ainda não decidiu sobre o pedido formulado pelo advogado Mark Geragos, que defende Brown, 20 anos, contra a acusação de ter agredido sua ex-namorada Rihanna em fevereiro.

Geragos solicitou o adiamento enquanto a Suprema Corte decide sobre seu pedido de informações à polícia sobre o vazamento para a imprensa de uma foto de Rihanna espancada e ensanguentada.

No mês passado a juíza Patrícia Schnegg, da Corte Superior de Los Angeles, negou o pedido de Geragos de informação sobre o vazamento da foto, dizendo que ainda era cedo para tratar disso.

Rihanna, 21 anos, foi convocada para comparecer a uma audiência judicial em Los Angeles marcada para segunda-feira. Seu advogado disse que, se receber o pedido de depor, ela o fará. Chris Brown também deve estar presente.

Rihanna fez sucesso com as canções "Umbrella" e "Disturbia", e Chris Brown figurou nas paradas pop com "Kiss Kiss" e "Run It".

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEBROWNAGRESSAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.