Acordo reúne Bienais de São Paulo e Valência

Os artistas espanhóis terão maior presença na Bienal de São Paulo e os criadores ibero-americanos na Bienal de Valência, graças ao acordo de colaboração assinado hoje na feira internacional de arte contemporânea de Madri (ARCO). Alejandro Font de Mora, conselheiro de Cultura do Governo dacidade de Valência, e Manoel Francisco Pires da Costa, presidente daFundação Bienal de São Paulo, assinaram convênio de colaboraçãoMútua. No evento também estava presente a princesa da Jordânia, RajwaBent Ali Bin Nayef, representando este país, que estará comoconvidado na Bienal que será realizada em Valência em 2007 sob olema "Encontro entre dois mares - Bienal São Paulo-Valência". O acordo pretende promover, de forma contínua, o intercâmbioentre ambas as instituições e estabelece que na Bienal de Valênciase organizará uma exposição que corresponda ao resumo da 27.ª Bienalde São Paulo realizada este ano, com parte das obras de arteexpostas durante o evento. Além disso, será realizado um encontro com obras de artistas detodos os países ibero-americanos, incluindo as comunidades situadasnos Estados Unidos. Font de Mora disse que o acordo nasce com vocação para ficar e que gera uma importante colaboração entre duas bienais consolidadas. "Trata-se de um enriquecimento e potencialização da Bienal de Valência, que está aberta à cooperação internacional", disse.Segundo o presidente da Fundação da Bienal de São Paulo, levarartistas ibero-americanos à Valência é uma honra muito grande e abreuma oportunidade de divulgação em um fórum europeu."O casamento(entre as bienais) é muito sério e importante, alémde uma grande felicidade" disse Pires da Costa. A bienal de São Paulo será realizada este ano sob o tema "Comoviver juntos", muito similar ao de Valência ("Encontro entre doismares"), trazendo consigo um reflexo da busca por paz e harmoniaentre as civilizações, em um momento difícil que se encontra oMundo. A próxima edição da Bienal paulista "apostará alto em fortalecera presença de artistas ibero-americanos por isso, contará com umaimportante representação destes artistas, assim como de criadoresafricanos e do leste da Europa", anunciou Pires da Costa.

Agencia Estado,

08 de fevereiro de 2006 | 17h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.