Acervo feito de mestres e bons amigos

O industrial e colecionador Carlo Tamagni, que ajudou a criar a Revista Brasiliense com Caio Prado Júnior, era amigo de pintores que deixaram sua marca na história do modernismo brasileiro, como Volpi. Foi essa relação afetiva que o levou a construir uma coleção eclética com obras tanto do Grupo Santa Helena como de amadores que começavam a surgir no panorama, entre eles José Antonio da Silva. Tamagni também ajudou pintores estrangeiros que se estabeleceram no Brasil, como o belga Van Rogger (1914-1983), que pintou seu retrato, o italiano Karl Plattner (1919-1989), que desenhou a capa do primeiro Suplemento Literário do Estado, e o romeno Samson Flexor (1907-1971). / A.G.F.

O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2012 | 03h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.