Acervo do Louvre sofre nova baixa

O Museu do Louvre informou hoje que desapareceram de seu coleção dois castiçais do século 18, avaliados em US$ 26 mil, dias após a instituição ser criticada pela falta de vigilância em muitas salas. Funcionários do museu, que tem o maior acervo do mundo, comunicaram que a falta das peças foi notada em dezembro e que, depois de uma investigação, a diretoria apresentou queixa à polícia, em 21 de janeiro. Se confirmado, o roubo ao acervo do museu será o primeiro desde 1998, quando foi levado um lenço do pintor francês Camille Corot.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.