Acervo de Décio de Almeida Prado fica com o Instituto Moreira Salles

O Instituto Moreira Salles anunciou hoje que está assumindo a guarda do acervo de Décio de Almeida Prado. Décio de Almeida Prado - que morreu em fevereiro, aos 82 anos - atuou sobretudo como crítico, ensaísta e historiador de teatro. Autor de mais de dez livros a respeito do assunto, esteve ao lado de Antonio Candido, Paulo Emílio Salles Gomes e Lourival Gomes Machado na revista Clima (1941) e foi editor do Suplemento Literário do jornal O Estado de S. Paulo. Seu acervo é integrado por cerca de 6 mil livros e várias centenas de discos e CDs. Só de manuscritos, seu acervo conta com cerca de 50 volumes, entre cadernos e avulsos. Há ainda correspondências, originais, inéditos e fotografias.

Agencia Estado,

02 de agosto de 2000 | 19h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.