Acerto da Globo com a Fifa é 'prorrogação'

A Globo surpreendeu anunciantes, imprensa e concorrência, ontem, ao anunciar que acertou com a Fifa os direitos de exclusividade sobre as Copas de 2018, na Rússia, e 2022, no Catar. Só não abre quanto pagou pelo bolo da vez - se vale como parâmetro, a emissora havia oferecido US$ 85 milhões pela Copa de 2010. No site da Fifa, o negócio é tratado como "prorrogação" do acordo sobre os direitos de transmissão do evento, e não como fruto de um novo processo de licitação ou concorrência. O feito vale para TV aberta, fechada, celulares e internet. A Globo poderá sublicenciar os direitos para outros veículos - na TV aberta, a Band, parceira em outros campeonatos, tem prioridade.

O Estado de S.Paulo

29 Fevereiro 2012 | 03h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.