'Acampamento de Férias' terá participação de Restart

A segunda temporada de "Acampamento de Férias" ainda estava no ar quando a equipe de Renato Aragão começou, na semana passada, a gravar a terceira, que deve ir ao ar em julho. A antecedência se justifica pelos complicados efeitos especiais que são inseridos nas cenas em pós-produção detalhada.

AE, Agência Estado

04 de fevereiro de 2011 | 10h04

Dirigida por Marcus Figueiredo e parte do núcleo de produção de Jayme Monjardim, a série é considerada um sucesso nos corredores da Globo. A Árvore da Vida, a segunda temporada encerrada na sexta-feira passada, apresentou boa média de Ibope - 14 pontos. A ideia é ter uma temporada da atração estrelada por Renato Aragão, o Didi, e sua filha, Livian, a cada período de férias escolares.

Aos 76 anos, Renato aproveita a proximidade da filha, que tem 11 anos, com o universo pré-adolescente para compor os enredos. Foi ela, inclusive, que deu a dica para o pai sobre a febre da banda Restart, expoente do "happy rock". "Mostrei uma música deles para o meu pai, que depois teve a ideia de chamar a banda para participar dessa temporada", diz a pequena atriz nos bastidores de gravação da próxima temporada.

Foi pouco antes da banda subir ao palco do Acampamento Marlin Azul, onde se passa a história. Num embalo meio Camp Rock (o filme da Disney com os Jonas Brothers), a colônia de férias onde Didi trabalha vai aceitar o desafio proposto pelo acampamento vizinho, uma espécie de gincana de esportes.

A turma que ganhar poderá participar da gravação de um clipe do Restart. "É bom porque dá para brincar um pouco de ser ator, mas fazendo você mesmo", define o vocalista Pe Lanza. "Sem falar que a gente vê o Didi desde criança, então é o máximo poder gravar com ele." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
televisãoGloboRestart

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.