Abstinência matou Amy, diz seu pai

Mitch Winehouse, pai da cantora Amy Winehouse, declarou que acredita que sua morte esteja relacionada ao processo de desintoxicação de álcool ao qual ela sendo submetida. "Mas não havia ninguém para resgatá-la", ele disse. A diva do Soul, que enfrentou problemas com drogas e bebidas, foi encontrada morta em sua casa em Londres, no dia 23 de julho. Exames toxicológicos mostraram que não havia indícios de álcool em sua corrente sanguínea. Durante a gravação de um programa de entrevistas, ele disse que foram encontrados vestígios do medicamento Librium, indicado para combater os sintomas da abstinência alcóolica. /AP

, O Estado de S.Paulo

12 de setembro de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.