'Abrir porta já é comercial'

Responsável por cimentar a tradição dos megafestivais no País, o publicitário Roberto Medina prepara seu retorno ao Brasil. Já anunciou as edições de 2012 dos Rock in Rio Madri e Lisboa.

, O Estado de S.Paulo

19 de junho de 2010 | 00h00

Como será o Rock in Rio 2011?

Terá o mesmo espírito, um encontro de tribos: pop, heavy, rock. Em julho a gente deve oficializar e anunciar o local.

Será na Barra da Tijuca?

Não posso dizer o local, o prefeito não autorizou. Sei que recebi um determinado terreno e fiz o projeto.

Já tem patrocinadores?

Muitos já me procuraram, mas antes precisamos fechar um projeto consistente, com o evento confirmado para ser feito a cada 2 anos, como fechamos com Arganda del Rey, na Espanha.

O seu festival é bem diferente das mostras indies...

Todo mundo que abre uma porta e vende bilhete é comercial. Não acho que o Rock in Rio seja melhor ou pior, é outro caminho. Incentivamos a qualidade, o cuidado com o consumidor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.