Aberta em Madrid a 19.ª Liber

A 19.ª Liber, a maior feira de livros em língua espanhola do mundo foi aberta hoje pela rainha Sofia da Espanha em um espaço de 6 mil metros quadrados, onde estão reunidas 324 expositores e 600 editoras de 17 países. Participaram ainda da cerimônia de abertura da feira as ministras da Educação e Cultura da Espanha, Pilar del Castillo e do Chile, Mariana Aylwin, já que este é o país convidado de honra do evento, em comemoração aos 30 anos da concessão do Prêmio Nobel de Literatura ao poeta Pablo Neruda.Sob o tema "Madrid, Capital Mundial do Livro", a feira internacional Liber orienta o intercâmbio profissional do mundo do livro e tamém d indústria editorial espanhola, que faturou US$ 2,8 mi em 2000 e está em quarto lugar na lista mundial por faturamento e no quinto lugar por quantidade de títulos publicados. Isto, apesar das pesquisas indicarem que 42% dos espanhóis não lêem livros. A explicação é que o livro em espanhol está abrindo caminho na União Européia e nos Estados Unidos, que também participam da Liber. Participam ainda da feira delegações do Japão, Israel e Egito.Espera-se a presença de 500 profissionais, entre livreiros e editores e a apresentação de 6 mil novos lançamentos, além de um programa de homenagens a Neruda e seminários sobre direitos autorais e novas tecnologias, entre outros temas.

Agencia Estado,

02 de outubro de 2001 | 19h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.