A Vida dos Outros, na Cultura

As Férias da Família Robinson

Ubiratan Brasil, O Estado de S.Paulo

08 de setembro de 2010 | 00h00

15H30 NA GLOBO

(Beverly Hills Family Robinson). EUA, Austrália, 1998. Direção de Roy Miller, com Dyan Cannon, Martin Mull, Sarah Michelle Gellar, Ryan O"Donohue, Josh Picker, Kevin Weisman.

Famosa apresentadora de TV parte em viagem de férias com a família, mas o barco é invadido por piratas modernos e os Robinsons vão parar numa ilha deserta. Livremente inspirado no livro Johann Wyss (Swiss Family Robinson), o filme traz um toque de modernidade, o que não trai o original. É uma boa diversão, mas enfrenta o problema de ser comparado com duas excelentes adaptações anteriores - a de Edward Ludwig, de 1940, e a de Ken Annakin na Disney, de 1961, que se chamou no Brasil A Cidadela dos Robinson. Reprise, colorido, 88 min.

A Vida dos Outros

22 H NA CULTURA

(Das Leben der Anderen). Alemanha, 2006. Direção de Florian Henckel von Donnersmarck, com Martina Gedeck , Ulrich Mühe, Sebastian Koch, Ulrich Tukur, Thomas Thieme.

Maior dramaturgo da Alemanha Oriental, por muitos considerado o modelo perfeito de cidadão para o país pois não contesta o governo nem seu regime político, acaba alvo de investigação do governo, durante fase comunista. Afinal, ele pode ter algo a esconder. O ministro designa um funcionário, que instala uma rede de microfones na casa do artista. Com o tempo, porém, o espião começa a desenvolver simpatia pelo dramaturgo e especialmente pela namorada dele, que também interessa ao ministro. Maravilhoso jogo de espionagem, o longa ganhou o Oscar de melhor produção estrangeira em 2007 especialmente por conta da interpretação de UIrich Mühe, preciso no espião que tanto é frio e eficiente em seus afazeres como revela sentimentos humanos. Um filme maravilhoso que marca a presença da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo na TV Cultura. Reprise, colorido, 137 min.

A Fraternidade é Vermelha

22 H NA REDE BRASIL

(Trois Couleurs: Rouge). França, 1994. Direção de Krzysztof Kieslowski, com Irène Jacob, Louis Trintignant.

O filme que encerra a trilogia das cores do polonês Kieslowski fornece o fecho para A Liberdade É Azul e A Igualdade É Branca. Nesta história da garota que se envolve, graças ao acaso, com juiz que tem como hobby invadir a vida dos outros pela escuta telefônica, Kieslowski quis investigar, assim como em toda a trilogia, o que restou dos valores republicanos no mundo contemporâneo. Não chega a ser pessimista, mas é crítico em relação ao mundo no qual vivemos. Um belo programa. Reprise, colorido, 109 min.

Intercine

2H15 NA GLOBO

A emissora exibe o preferido do publico entre Luzes, Camera, Ação!, de Jeff Nathanson, com Matthew Broderick, Alec Baldwin, Toni Collette, Calista Flockart, Ray Liotta, Joan Cusack, sobre um agente do FBI que elabora um plano para prender um chefão da máfia. Ele se faz passar por um produtor de Hollywood e conta as mentiras certas para recrutar um simplório que o ajude no seu plano. Rapaz sonhador, que almeja muito dirigir um filme, cruza seu caminho e é facilmente iludido pelo agente, que diz ter adorado o roteiro de Arizona, escrito pelo rapaz e seu irmão. O rapaz cai na isca, sem imaginar que o agente quer apenas se infiltrar no meio cinematográfico e criar uma situação para pegar pelo menos outro mafioso; e A Fortaleza 2, de Geoff Murphy, com Christopher Lambert, Liz May Brice, Patrick Malahide, Yuji Okumoto, Willie Garson, Anthony C. Hall, sobre um homem e sua família que, depois de fugir da prisão futurista, tornam-se novamente fugitivos. No entanto, o homem é recapturado e enviado para um mundo de concreto, aço e sondas de segurança a laser localizado no espaço sideral.

Amanhã.

A Globo exibe amanhã, no Intercine, o preferido do público entre Deixados Para Trás 3 - Mundo em Guerra, de Craig R Baxley, com Louis Gossett Jr., Kirk Cameron, Jessica Steen, sobre um líder mundial que, no mundo profetizado do livro da revelação, realiza o que se considerava impossível, unir o mundo em paz. O presidente dos EUA sempre teve esse sonho e apoiou o líder, mas quando uma tentativa frustrada de assassinato abre seus olhos para uma conspiração, ele tem que admitir que a 3ª Guerra Mundial é iminente. Para evitá-la o presidente conta com a ajuda de um repórter e seu grupo. (EUA, Canadá, 2005, fone 0800-70-9011); e Super Pai, de John Pasquin, com Tim Allen, Julie Bowen, Kelly Lynch, sobre um homem que, após ser humilhado no trabalho perante sua filha, decide promover uma mudança radical em sua vida, mudando seu visual e passando a ter aulas de artes marciais (EUA, 2001, fone 0800-70-9012).

TV PAGA

Lolita

0H15 NO TCM

(Lolita). EUA, 1962. Direção de Stanley Kubrick, com James Mason, Sue Lyon, Shelley Winters.

A história da jovem de 14 anos que provoca uma forte atração em um professor de meia-idade foi escrita por Vladimir Nabokov e ganhou uma bela adaptação de Kubrick. Reprise, preto e branco, 143 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.