A Sagrada Família, de Gaudí, deverá ser aberta em 2008

A basílica da Sagrada Família, obra não concluída do artista catalão, Antonio Gaudí, será aberta para cultos religiosos no final de 2008. A informação foi divulgada pelo presidente do Patronato da construção, Joan Rigol. Rigol ressaltou que a magnífica obra arquitetônica não será somente um lugar de oração, mas "um ponto de encontro da religiosidade, arte e cultura" sem falar de turismo. Rigol disse à imprensa que, quando o teto da nave central da Igreja for recoberto e a autorização do arcebispo for dada, o grande sonho de Gaudí (1852-1926) será realizado.A Sagrada Família, que para o arquiteto catalão deveria ser "o último grande santuário do cristianismo", tem uma longa história de obstáculos. Em 1866 nasceu a Associação Espiritual dos devotos de San José para promover a construção de um templo dedicado à Sagrada Família. Em 1881 o terreno foi comprado. Depois de desentendimentos entre a associação e o primeiro arquiteto, Francisco de Villar, Gaudí recebeu o encargo de continuar em 1884 com um projeto completamente novo em que trabalhou ao longo de 40 anos, até sua morte.O artista foi enterrado na cripta da basílica em 1926.Logo após a guerra, nos anos 50, as obras foram retomadas, com base em versões recriadas dos projetos e modelos perdidos, principalmente após um incêndio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.