A refeição está na mesa

As melhores (e piores) praças de alimentação para você não ter dúvidas na hora em que a sua geladeira (ou barriga) ficar vazia

Janaina Pellegrini, Kelly Cristina Spinelli e Luciana Mattiussi,

16 de abril de 2008 | 19h14

O shopping center é a casa do paulistano. Pode ser a residência fixa, ou já ter se tornado a ‘casa dos pais’, aquela em que você aparece de vez em quando ou aos domingo para o almoço. Mas ninguém escapa. Você pode até ser um habitué dos bons restaurantes da cidade, mas nos vários sábados preguiçosos quando sua geladeira aparece vazia, não hesita em sugerir a praça de alimentação mais próxima, como uma espécie de retorno seguro para a casa da mamãe. Ciente desta realidade, o Guia resolveu ajudar a definir qual das ‘casas’ tem a melhor ‘sala de jantar’ para que você possa ter sempre um lugar para escapar quando estiver se sentindo inseguro.Depois de visitar na primeira semana de abril 50 shoppings da Grande São Paulo - destes, 49 com praças -, chegamos a um resultado. O Eldorado é o melhor quando se trata de alimentação. Em contrapartida, a pior área é a do Bonsucesso, em Guarulhos. Mas chegar a este resultado não foi fácil. Foram analisados dez itens minuciosamente: acomodação, conservação, conforto, limpeza, variedade, quantidade e qualidade dos restaurantes, sensação térmica, iluminação e barulho. Os horários de visitação variaram, mas foram concentrados nas horas de maior movimentação (almoço e jantar), com visitas de 40 minutos a 2 horas.Dos dez quesitos, o Eldorado recebeu a nota máxima em seis. A grande vantagem de suas três praças é o fato de todos os itens formarem um conjunto harmonioso. Para começar, a acomodação é muito agradável. Há espaço entre as mesas, o que garante que ninguém escute a conversa alheia (uma pena). O pé-direito alto proporciona sensação de liberdade e não de sufocamento, como é comum em ambientes fechados. Na limpeza, qualidade imprescindível em qualquer estabelecimento alimentício, o Eldorado também se sobressai. Não se vê aquelas detestáveis pilhas de bandejas com restos nas mesas e nos lixos, nem catchup grudado, marcas de copos ou guardanapos jogados. E os móveis são bem-conservados e não apresentam riscos ou partes descascadas. Tudo isto sem a necessidade de ter de colocar um calço no pé da mesa. A variedade e a qualidade dos restaurantes são outro ponto positivo. No menu geral, há opções para todos os gostos e bolsos: fast food, japoneses, naturais, italianos, churrasco e caseiros, entre outros. No Terraço Gourmet, o ambiente é ainda mais aconchegante. Dá até para pensar que se está fora do ambiente de shopping. Fazem parte do cardápio nomes como Starbucks Coffee, Freddissimo, America, Gendai e AL H2 Arab. Por outro lado, o Bonsucesso levou nota mínima em todos os itens. De todas as coisas ruins, sobressaem a sujeira, a péssima acomodação e a pequena variedade. Até a casa da sogra seria melhor.

Tudo o que sabemos sobre:
Guia de Shoppings

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.