A redenção

Mercúrio e Netuno em oposição; a Lua cresce em Aquário

Oscar Quiroga, oscar.quiroga@estadao.com.br, O Estado de S.Paulo

08 de setembro de 2011 | 00h00

O caminho do inferno é pavimentado por todas as boas intenções que os humanos enunciaram ao longo do tempo, mas nunca levaram à prática. Estamos no inferno da indolência que, ainda por cima, se reveste de empáfia. Porém, isso nos conduz também ao momento em que teremos de renunciar ao julgamento e condenação de nossos semelhantes, independente da profundidade e vileza de seus crimes, pois todo nosso reino humano, sem distinção, é ativamente culpado, por omissão ou por intenção, de ter conduzido o mundo ao estado em que se encontra atualmente. Não é mais o caso de julgamento ou condenação, agora teremos de praticar algo extremamente difícil, a redenção, o duro trabalho de recuperação de um mundo podre e decadente através do amor, do perdão e do estreitamento de vínculos de cooperação.

ÁRIES 21-3 a 20-4

Nenhuma responsabilidade é excessiva, tudo se encontra dentro da medida justa de sua capacidade. É a má vontade, sempre insidiosa, a que sugere que os acontecimentos estejam além do limite dos seus deveres.

TOURO 21-4 a 20-5

Decida com espontaneidade, mas sem impulsividade, o que fazer a seguir perante os trancos e solavancos que o mundo produz com uma frequência absurda nos dias de hoje. A espontaneidade alimenta-se da intuição.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Depositando um pouco mais de confiança nas pessoas próximas e também naquelas eventuais das quais você depende, sua alma perceberá que sobra mais tempo livre, pois o nível de preocupações desce consideravelmente.

CÂNCER 21-6 a 21-7

Tomar a iniciativa e fracassar é dolorido, mas acontece até com as pessoas mais eficientes e bem preparadas. Por isso, não se exceda no julgamento crítico nem na culpa que sentir; deixe passar e volte a tentar.

LEÃO 22-7 a 22-8

Demonstre ternura e compaixão por aqueles que se encontram numa situação frágil ou mesmo desamparados. Abra seu coração para que os melhores sentimentos fluam livremente e seu ser demonstre o valor da generosidade.

VIRGEM 23-8 a 22-9

Neste momento seria um erro tentar isolar-se e evitar contato com os problemas que afetam as pessoas próximas. Não há mais problemas particulares, há um só problema que toda nossa humanidade deve resolver em conjunto.

LIBRA 23-9 a 22-10

Os dramas são reais, mas precisam ser observados com certo distanciamento, de modo que adquiram sua verdadeira relevância e pertinente dimensão. Quando enfrentados emocionalmente, tornam-se desproporcionais.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

A verdade não é relativa, não há uma verdade para cada indivíduo. Se assim fosse, não seria possível a comunicação. Essa, a comunicação, somente pode acontecer porque há algo em comum entre todos nós, a verdade.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Todos buscam recompensas imediatas, porque esse é o convencimento geral a respeito de como a vida deve ser administrada. Esse imediatismo, no entanto, torna as pessoas cegas a assuntos de maior relevância.

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

As crises que o mundo produz não são inesperadas, mas avisadas há muito tempo. São estressantes e preocupantes, mas ao mesmo tempo contêm em seu ventre a possibilidade de uma

maravilhosa transformação.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

As pessoas continuarão achando que levarão vantagem pensando mais nelas do que em seus semelhantes, evitando por isso prestar ajuda quando requerida. Mal sabem elas que é assim que ficarão para trás no caminho.

PEIXES 20-2 a 20-3

Surpreenda o mundo permitindo que o melhor de você se expresse livremente, sem amarras nem vieses. O melhor de você é aquela dimensão do ser que não hesita em prestar ajuda quando ela for convenientemente pedida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.