A presença morena de Valéria Oliveira

Ainda pouco conhecida por aqui, a cantora e compositora potiguar Valéria Oliveira não é mais uma no mar de dondocas desafinadas e descoladas, que se arvoram a virar estrelas. Hoje ela faz show único no Tom Jazz, com sua banda, para marcar o lançamento de seu sétimo e estimulante álbum, No Ar (realizado com incentivo do Projeto Pixinguinha).

, O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2010 | 00h00

Dona de belo timbre vocal, Valéria é mais uma dentre os brasileiros que o próprio Brasil não conhece, que tem mais trabalhos realizados no exterior (Japão) do que na terra natal.

Gradativamente, seu trabalho foi ganhando acento mais pop e no novo álbum ela deixa de lado os autores consagrados (como João Bosco, Caetano Veloso, Lenine, Joyce e outros que cantou tão bem) para dar ênfase a seus dotes de compositora, com diversos parceiros.

Antecipando a retomada do vinil, Valéria também fez uma edição de No Ar em LP, tendo o remix de Romance à Francesa como diferencial do CD. Além das novas canções, no show de hoje ela interpreta clássicos de Roberto Carlos (Quando), Caetano (A Tua Presença Morena) e Moraes Moreira e Galvão (Dê Um Rolê). / L.L.G.

VALÉRIA OLIVEIRA

Tom Jazz. Av. Angélica, 2.331, tel. 3255-0084. Hoje, 22 h. R$ 20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.