JF Diorio/AE
JF Diorio/AE

A poucos dias da vitória

Veja quem são os cinco finalistas do prêmio criado pelo C2+Música. Vencedor será revelado no próximo sábado, dia 4

, O Estado de S.Paulo

27 de novembro de 2010 | 00h00

Os cinco finalistas do Prêmio Musique, concurso realizado pelo Estado em parceria com a Rádio Eldorado, aguardam o resultado que será divulgado aqui no Caderno2+Música no próximo dia 4. Os quatro escolhidos pelos jurados, considerados os melhores criadores de música para a letra Alguém, de Dinho Ouro Preto, do Capital Inicial, são Fábio Della Giustina, de Santa Catarina; Hélio Aparecido Góes, de Santa Cruz do Rio Pardo (SP); Eduardo de Toledo Guimarães, de Minas Gerais; e Maurício Herskowics, de São Paulo. Com quase 100 mil votos, Rafael Ferreira Neves, do Rio de Janeiro, foi escolhido pelo público em votação online e se tornou o quinto nome enviado a Dinho Ouro Preto.

O vencedor virá lançar a música no Grupo Estado com Dinho e irá concorrer a fazer um show no Rock In Rio 2011 com outros quatro vencedores de outras edições do Musique.

Rafael Neves, 23 anos, que se apresenta com sua banda F292, usa o nome artístico Rafah e conta como conseguiu tantos votos pela internet. "Eu entrava no meu Twitcam (site de vídeos), tocava e pedia aos meus fãs que votassem logo depois da apresentação. Foi assim que consegui subir meus votos sempre que via que outro estava passando na minha frente". Rafah, evangélico, conta que tem 10 mil amigos no Orkut e que levou exatos 9 minutos e 40 segundos para compor a música.

Outro perfil tem Eduardo Toledo, 45 anos. Ele tem um estúdio de gravação em Belo Horizonte e morou nos EUA, trabalhando como produtor de trilhas, além de ser músico da cantora Ayme. Toledo venceu este ano um concurso em que deveria musicar uma letra do cantor Leoni.

Fabio Della Giustina , de Florianópolis, já gravou quatro discos de estúdio e um ao vivo com a banda Aerocirco, uma das atrações do palco principal na edição 2010 do festival Planeta Atlântida, no Rio Grande do Sul. "Quero agora, com o prêmio, poder mostrar esse meu lado compositor".

O paulista Maurício Herskowics, 27 anos, vive na Vila Madalena, em São Paulo, depois de se formar na conceituada escola de música Berklee, nos Estados Unidos, e de morar em Boston por mais de três anos, trabalhando como produtor e guitarrista. "Fiquei sabendo do concurso pela Rádio Eldorado e fiz a música em 4 horas. Acabei tocando todos os instrumentos na gravação", conta. Suas influências são as de grupos como Passion Beats, que usam música eletrônica e rock.

Assinante do Estadão, Hélio Aparecido Góes, 46 anos, é de Santa Cruz do Rio Pardo, mas vive em São Paulo. Compositor com mais de 100 canções registradas, ele participou das três edições do Musique até agora, mas só nesta chegou à final. "Senti que a letra do Dinho era mais leve, mais simples, e isso não quer dizer que seja pobre." Sobre a chance de poder ir parar em um palco no Rock in Rio, diz: "Isso é bom nem pensar. Essas coisas atrapalham o sono da gente."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.