A polêmica dança do ventre de Henry

Henry Alves Neto, de 25 anos, é a polêmica em pessoa no 18.º Festival de Dança de Joinville. Um homem dançando a dança do ventre, que é uma dança árabe tipicamente feminina. Henry é nascido em Belo Horizonte, Minas Gerais. "Meu pai é libanês, conta Henry - explicando as origens - mas eu não tenho contato com ele. Minha mãe? Ela dá a maior força, borda minha roupa"."Eu dançava Dabik, um tipo de dança árabe masculina, mas que não tem expressão corporal. Logo depois da aula dos homens, começava a aula das mulheres de dança do ventre, e um dia a minha professora disse, por que você não experimenta?" Resultado: há oito anos Henry bole de todo jeito, dançando e provocando a opinião dos que são a favor ou contra. O ano passado ele ganhou o prêmio de solo masculino com a dança do ventre e começou ali a discussão que o levou a participar do programa da Hebe Camargo e ampliar ainda mais a polêmica. Este ano, ele veio ao festival de Joinville acompanhado. Henry participa de um grupo, Gothan Companhia de Dança de Belo Horizonte, composto por dez bailarinas clássicas, mas só sete delas vieram dançar a dança do ventre com ele e conquistar o primeiro lugar, na categoria de danças folclóricas.

Agencia Estado,

29 de julho de 2000 | 12h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.