A origem do mal

A Lua continua minguando ao transitar pelo signo de Escorpião

Quiroga, astro@0-quiroga.com, O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2011 | 00h00

Alimentação, relações sexuais, bebida e outras necessidades não poderiam nunca ser tratadas como males e proibidas. As proibições provocam fantasias que distorcem o relacionamento alegre de nossa humanidade com as necessidades básicas. Assim começam os excessos, as doenças, a miséria e todo sofrimento físico e mental, não apenas para quem pratica os excessos, mas para os que compartilham seu caminho e seus descendentes também. A ambição e o desejo de compartilhar conforto e proteção com aqueles que apreciamos são condições naturais e de boa vontade, porém, se transformam o ser humano num tirano cruel e cheio de cobiça, um miserável egoísta, provocam males e sofrimento nas pessoas de sua geração e nas vindouras também.

ÁRIES 21-3 a 20-4

Inúmeros argumentos se levantam para alimentar a desconfiança e o receio. Porém, na prática não haverá tempo disponível para esse tipo de argumentação, a necessidade sobrelevará essa condição e tornará urgente a ação.

TOURO 21-4 a 20-5

Muitas teorias foram levantadas, mas por enquanto a prática deixa a desejar. É necessário superar esse erro e contrabalançar a situação, começando a colocar em prática o que sua alma está careca de saber.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Você só conhecerá seu valor na prática. Enquanto sua alma continuar gastando a maior parte do tempo na teoria, parte desse valor permanecerá oculta; a melhor parte, diga-se de passagem. Mais ação e menos reflexão.

CÂNCER 21-6 a 21-7

Sua alma pode gostar das pessoas que fazem parte da rotina ou mesmo detestá-las, na prática isso é irrelevante. Importante apenas é que você as conheça para saber também em que terreno pisa, adiantando-se ao que elas fazem.

LEÃO 22-7 a 22-8

Desprezar as sensações e intuições como se a subjetividade fosse uma percepção de quinta categoria é um dos erros fundamentais da alma humana ocidental. Os fatos não são meramente físicos, nós não somos mais animais.

VIRGEM 23-8 a 22-9

A qualidade dos relacionamentos é infinitamente mais valiosa do que todo o dinheiro que você ganharia com seu trabalho e conhecimento. Bons relacionamentos representam uma riqueza perene, a outra é uma riqueza temporária.

LIBRA 23-9 a 22-10

Tempo vai, tempo vem, certas coisas da vida permanecem senão iguais, pelo menos semelhantes na essência. Ainda que nos últimos anos seu conceito dos relacionamentos tenha mudado, permanece ainda a vontade de relacionar-se.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

Fácil será sempre somente aquilo que a sua alma se dispor a realizar, porque ainda que haja

dificuldades, a boa disposição ao trabalho será eficiente para superá-las. As facilidades sua alma proverá.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Celebrar vitórias é legítimo, mofar dos adversários derrotados é injusto. Quando os vitoriosos escorregam para o sentido injusto dos relacionamentos sociais começam eles mesmos a se transformar em derrotados.

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

Quando as certezas deixam de sê-lo, a alma sente uma ponta de angústia, já que percebe que o edifício do que considerava real não era tão sólido assim. Dessa forma são as coisas, as realidades são transitórias.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

Nada que seja produto da necessidade poderia ser considerado maligno. Certas situações poderão suscitar polêmica e ser discutíveis conquanto a sua moralidade. Porém, suprir necessidades é uma lei absoluta do Universo.

PEIXES 20-2 a 20-3

Uma vez que os ideais de outrora ressuscitaram, nenhuma adversidade será forte o suficiente para barrar sua passagem. O sorriso estampado no rosto e a alegria irradiando do peito são condições invencíveis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.