A obra-prima doente de Hitchcock

Mudança de Hábito

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2012 | 03h09

15H35 NA GLOBO

(Sister Act). EUA, 1992. Direção de Emile Ardolino, com Whoopi Goldberg, Harvey Keitel, Maggie Smith, Bill Nunn, Kathy Najimy, Wendy Makkena.

Whoopi Goldberg faz dama da noite que testemunha assassinato cometido pelo amante gângster. Em fuga, disfarça-se como freira e vai parar no convento. Ardolino morreu precocemente, de aids, mas teve tempo de mostrar talento em comédias e musicais. O papel cai como luva em Whoopi, mas o elenco de coadjuvantes é ainda melhor que ela. Reprise, colorido, 100 min.

Premonição

22H45 NO SBT

(Final Destination). EUA, 2000. Direção de James Wong, com Devon Sawa, Ali Larter, Kerr Smith, Kristen Caloke.

O primeiro da série. Jovens estão embarcando num avião, um deles tem a premonição de que vai ocorrer um acidente. O acidente ocorre, de fato, a polícia investiga o caso, suspeitando de que são terroristas, mas é a Morte que vem no encalço da garotada. O cinema contou muitas história sobre gente que foge da morte. Essa vai na tendência oposta - um filme sobre formas de morrer, porque é difícil, senão impossível, fugir da danada. Reprise, colorido, 98 min.

O Som de Hollywood

0 H NA CULTURA

A emissora faz uma confusão danada e divulga uma ficha técnica que não corresponde ao título. Se a sinopse estiver correta, o som de Hollywood reduz-se à contribuição de Max Steiner. Nascido em Viena, ele levou para o cinemão a influência sinfônica de compositores como Richard Strauss e Gustav Mahler. Veja para descobrir quem dirigiu. Reprise, colorido, 60 min.

Você Quer Saber Um Segredo?

0 H NA REDE BRASIL

(Do You Wanna Know a Secret?). EUA, 2001. Direção de Thomas Bradford, com Michael Sarysz, Dorie Barton.

Seis estudantes passam férias na Flórida, mas o que era para ser uma temporada de alegria e prazer vira pesadelo. O que é, o que é? Quem está matando, e por quê? Só vendo para saber. Reprise, colorido, 90 min.

Sherlock Holmes - Melodia

Fatal

4H40 NA REDE BRASIL

(Dressed to Kill). EUA, 1946. Direção de Roy William Neill, com Basil Rathbone, Nigel Bruce, Patricia Morison, Edmund Breon.

A Rede Brasil segue exumando a velha série de adaptações de Sherlock Holmes, com Basil Rathbone no papel do mestre da dedução criado pelo escritor Conan Doyle. Com a ajuda do amigo Watson, o grande detetive investiga os misteriosos assassinatos de duas pessoas. Em comum, elas têm apenas o fato de haver comprado caixas de música. Uma terceira caixa foi vendida e Sherlock tenta evitar novo crime, e também descobrir por que tudo isso está acontecendo? Rathbone tinha physique du rôle, além de temperamento, para o papel. Reprise, preto e branco, 72 min.

TV Paga

Mamute

16H05 NO TELECINE CULT

(Mammuth). França, 2010. Direção de Gustave de Kervem e Benoit Délepine, com Gerard Depardieu, Yolande Moreau, Isabelle Adjani, Benoit Polvoedere, Anna Mougaglis.

Gérard Depardieu faz operário em vias de se aposentar. Para reunir os documentos necessários, ele parte numa viagem de moto - um velho motoqueiro que reencontra personagens e locais do seu passado. A dupla de diretores é famosa na TV francesa por programas que satirizam o homem comum (e as relações sociais). Depardieu, fora de forma, mantém intacto o poder de sedução e nisso se aproxima do velho Marlon Brando. Yolande Moreau e Isabelle Adjani, como seu antigo amor, agregam interesse. E pensar que Depardieu e Isabelle, no auge da beleza dela, foram Auguste Rodin e Camille Claudel num drama romântico (de Bruno Nuytten) que arrebatou público e críticos. Reprise, colorido, 92 min.

Marnie, As Confissões de Uma Ladra

19H35 NO TELECINE CULT

(Marnie). EUA, 1964. Direção de Alfred Hitchcock, com Sean Connery, Tippi Hedren, Diane Baker, Martin Gabel, Louise Latham, Alan Napíer.

A chamada 'obra-prima doente' do mestre do suspense, como François Truffaut gostava de se referir ao filme. Sean Connery faz homem rico que se envolve com a ladra e mentirosa Tippi Hedren, tentando descobrir por que ela é frígida. O fecho da trilogia edipiana, que começou com Psicose e prosseguiu com Os Pássaros, teve um efeito devastador na vida e obra do grande artista. O fracasso de público produziu uma insegurança que ninguém suspeitava em Hitchcock. Ao mesmo tempo, seus avanços sobre Tippi, e a rejeição da atriz, o devastaram como homem. Tudo isso está nas entrelinhas do filme. Reprise, colorido, 129 min.

Elvis & Madona

22 H NO CANAL BRASIL

Brasil, 2010. Direção de Marcelo

Lafiter, com Simone Spoladore,

Igor Cotrim.

Travesti que imita Madonna em shows se envolve com motoqueira que assumiu a persona de Elvis Presley. O improvável romance dos dois discute novas concepções de família, mas o filme foi considerado machista por algumas feministas de carteirinha. O que nem elas negam é a excelência de Igor Cotrim e Simone Spoladore nos papéis. Reprise, colorido, 105 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.