A mente e o mal

A mente e o mal

Vênus e Netuno em sextil; a Lua que cresce ingressa em Virgem às 7h58, horário de Brasília.

Oscar Quiroga, O Estado de S.Paulo

27 de março de 2010 | 00h00

Nossa humanidade se horroriza com a quantidade de crimes, mas desconsidera a quantidade ainda maior de maldades que não são detectadas. Pensar mal não dá cadeia, mas destrói a vida de inúmeras pessoas e o planeta também. O pensamento vem antes das palavras e dos atos, é o germe em que se elabora o que acontecerá de forma inevitável. Quem pensa mal, mas não se atreve a agir de acordo, se convence de sua inocência. Porém, o somatório de pensamentos maldosos quebra o ânimo de humanos mais fracos e desesperados, os quais agem de acordo com a corrente de ideias em circulação. É desaconselhável fingir inocência e pureza quando a mente fervilha de péssimas ideias; a máscara hipócrita é sinal de doença. É necessário limpar a mente com a luz do coração.

ÁRIES 21-3 a 20-4

Surpreenda as pessoas que esperam de você atitudes duras e agressivas. Surpreenda-as com atitudes compreensivas e de boa disposição ao perdão. Faça isso em nome do estabelecimento de vínculos de colaboração.

TOURO 21-4 a 20-5

Pensar mal das pessoas é um exercício que se tornou comum e aceitável do ponto de vista social, porém, isso não o torna mais saudável. Pelo contrário, é um exercício que intoxica a mente e os bons relacionamentos.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Boas amizades nunca desaparecerão, mas o distanciamento pode perturbar esse vínculo, por falta de alimento. Boas amizades precisam ser nutridas, como um bom fogo que arde na lareira, que precisa de mais lenha também.

CÂNCER 21-6 a 21-7

Nem tudo é desafio, em muitos casos as limitações acontecem para você respeitá-las e se esforçar para enxergar por trás das mesmas a mão amorosa do destino, tentando proteger seus passos e preservar o seu bem-estar.

LEÃO 22-7 a 22-8

Quando você se pegar tendo bons sentimentos por pessoas que até aqui foram desafetos, em vez de jogar uma pá de cal sobre os mesmos procure incentivá-los, porque esse seria o início de um caminho de reconciliação.

VIRGEM 23-8 a 22-9

Quanto mais agressivamente você lidar com seus problemas, mais aumentarão de intensidade, alimentados com a força com que você tenta combatê-los. Desintegre seus problemas com indiferença e não com força.

LIBRA 23-9 a 22-10

Quando o afeto é desprovido de espontaneidade e misturado com segundas e terceiras intenções, não mereceria mais ser chamado de afeto, mas de sedução. Afeto é um dos últimos refúgios da espontaneidade.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

Menos será mais, por enquanto. Isso não significa que você deva abrir mão da ambição, mas que agora seria melhor diminuir os gritos mentais produzidos pela mesma, para não atrapalhar o que está em andamento.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

A dualidade e contradição não devem ser combatidas com uma coerência artificial, porque do processo racional da lógica surge uma ambiguidade que é rica de conteúdo e perspectivas. Ame sua própria ambiguidade.

CAPRICÓRNIO 21-12 a 20-1

Acumular benefícios, mas não ter com quem compartilhá-los, essa é a essência da verdadeira solidão. Por isso, toda vez que adquirir um novo objeto, faça-o em nome de alguém em especial com quem compartilhá-lo.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

Trate os assuntos cotidianos com extremo carinho e dedicação, porque assim você encontrará o infinito circulando através dos mesmos. Eis algo inusitado, encontrar o divino oculto nas tarefas cotidianas. Bem inusitado!

PEIXES 20-2 a 20-3

Sem liberdade para escolher seu próprio caminho e errar quantas vezes for necessário, nunca sua alma reconheceria seu potencial ou capacidade de abrir-se passagem pela vida com os seus próprios meios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.