A maternidade como destino final

Se a máxima "os fins justificam os meios" for levada à gestação, a felicidade de mirar a carinha angelical do bebê supera facilmente o mico de uma crise inesperada de vômito, ao vivo e em rede nacional, em um programa de TV. Aquele olhar abençoado dissipa toda a frustração acumulada de anos de tentativas fracassadas de engravidar; sublima furacões causados por hormônios em profusão, gases, inchaços, desconfortos e a vida com uma barriga que bloqueia a visão dos pés; justifica até mesmo uma viagem até a Etiópia.

AE, Agência Estado

03 de agosto de 2012 | 10h26

Se é difícil cobrar originalidade ou um final surpreendente de um filme que se propõe ilustrar o que enfrentam mães e pais à espera de um rebento, O Que Esperar Quando Você Está Esperando, que estreia nesta sexta nos cinemas, acompanha cinco casais que têm, em comum, a maternidade como destino final, em um caminho que pouco tem a ver com pré-natal - talvez uma cena ou outra de exames e ultrassom - com piadas no lugar de qualquer drama hospitalar.

O ator brasileiro Rodrigo Santoro, ao lado de Jennifer Lopez, protagoniza uma delas, mas esse casal vivencia justamente o maior revés quando se trata de filhos, a impossibilidade médica de tê-los. Cameron Diaz, em um corpinho extremamente malhado, ao lado de Matthew Morrison (o professor da série Glee), puxa outra narrativa, como uma apresentadora de um reality show de gordinhos que descobre a gravidez, acidental, ao vivo. O resultado de uma noite descuidada, porém, não leva a arrependimentos ou preocupações financeiras - a discussão do casal é sobre circuncisão.

A vocação para ser mãe é o mote de Elizabeth Banks (a Effie Trinket de Jogos Vorazes) e Ben Falcone. Ela, dona de uma loja de artigos para bebê, vive ao extremo a ansiedade de anos sem conseguir engravidar, diariamente envolta em um universo de cores pasteis, bichinhos e todo tipo de tranqueira para mamães. Quando finalmente consegue, o casal recebe a notícia de que o sogro (Dennis Quaid) e a esposa-troféu (Brooklyn Decker) também estão grávidos.

Fechando o ciclo, Chase Crawford (o Nate de Gossip Girl) e Anna Kendrick (Amor Sem Escalas) encarnam o jovem casal que inverte o processo do relacionamento e engravida antes mesmo de sequer namorar.

Uma espécie de versão familiar de títulos como Simplesmente Amor, Ele Não Está Tão A Fim de Você e Noite de Ano Novo, que compartilham a estrutura de histórias que se entrecruzam e invariavelmente acabam em final feliz, O Que Esperar envelhece a faixa etária do elenco, mas mantém o humor juvenil. O diretor Kirk Jones, de Nanny McPhee (2005), não perde tempo em complicações sérias que poderiam surgir em um tema tão complexo.

As informações são do Jornal da Tarde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.