Imagem Luis Fernando Verissimo
Colunista
Luis Fernando Verissimo
Conteúdo Exclusivo para Assinante

A lenda do bode velho

Um jovem nobre pode ter uma aparência nada agradável à luz de de um lampião

Luis Fernando Verissimo, O Estado de S. Paulo

24 de outubro de 2020 | 21h45

Uma jovem pobre de grande beleza atraiu a atenção de um jovem nobre que passeava entre as tendas do bazar sobre o seu flamante cavalo, atropelando pessoas e cachorros, pois não conseguia tirar os olhos da jovem.

- Preciso ter essa mulher – pensou o jovem nobre. – E esta noite.

O jovem nobre deu ordens a sua equipe. Era para descobrirem o nome da moça, seu endereço, a situação financeira da sua família, seus hábitos, seus gostos, se era virgem e se tinha namorado. 

De posse destes dados, o jovem nobre bateu na porta da modesta casa onde a moça morava com a família e foi recebido pelo seu pai, que o convidou para entrar, sentar-se e conversar, enquanto a mãe ficava perto para não perder nada da conversa e eventualmente servir um licor. O jovem se apresentou:

– Sou o primogênito dos vinte e quatro filhos do sultão e o favorito dele, e dizem que sou o mais bonito. Vi sua filha no bazar e fiquei encantado.

– A Jenifer?

– Tem outra?

– Jeni, a mais velha.

– É a Jenifer. Quero dormir com ela,

– O...qu-que?

– Se possível, esta noite. Para começar.

– Você quer casar com a Jenifer, é isso?

– Casar, talvez depois, dependendo de como correrem as coisas esta noite. Estou disposto a pagar o que o senhor pedir. Sem esquecer que a Jenifer estará dormindo com um nobre. Com um deus. Vá lá, um semideus. Sou o primeiro na lista de sucessão do meu pai. Eu sou o poder. O senhor precisa me ver em cima de um cavalo, e sem máscara.

Acertadas as contas, passaram a acertar os detalhes. Jenifer dormiria com o nobre sempre no escuro. Assim, se preservaria um mínimo da honra da família. Mas não contavam com a Jeni e sua inveja. Foi Jeni quem lembrou a lenda, que talvez não fosse lenda, sobre o primogênito do sultão se transformar num bode velho sempre que fazia sexo. Só havia uma maneira de descobrir se a lenda era verdadeira: na primeira oportunidade que teve, Jenifer levou um lampião para a cama e esperou o jovem nobre dormir antes de iluminar seu rosto. Quando viu que estava na cama com um bode velho, deu um grito e saiu correndo, pensando “é preciso mudar as leis da sucessão!” 

]

É ESCRITOR, CRONISTA, TRADUTOR, AUTOR DE TEATRO E ROTEIRISTA

Tudo o que sabemos sobre:
cavalomulhersexo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.