A história do fraço brasileiro, na Faap

A exposição Traço, Humor & Cia, que será inaugurada neste sábado na Faap, reúne um time invejável de desenhistas, cartunistas, chargistas, que ao longo de mais de um século fixaram em imagens divertidas a história do País. Dividida em 12 núcleos, a mostra é umv erdadeiro mergulho nessa vasta produção, que congrega desde os mestres do desenho nacional, como Belmonte e J. Carlos, até um time de profissionais que ainda nos divertem no dia a dia com seus retratos irônicos do mundo, da sociedade e de seus indivíduos, como os irmãos Caruso, Loretado, Angeli, Laerte e Miguel Paiva. A imprensa têm uma participação essencial nesse processo de diálogo entre a expressão gráfica de um indivíduo em particuçar e um certo sentimento coletivo ao qual ele dá forma por meio de seu trabalho. Afinal, foi por meio das páginas dos jornais e revistas que tivemos assesso a essas obras. Por isso a curadora Denise Mattar dedicou um núcleo especial da mostra à relação entre o traço e a imprensa, que se estende de 1831 (quando surgiram as primeiras publicações do gênero no País) e 2003. Outros núcleos interessantes são aqueles intitulados Sedução e Exclusão ? que congrega várias visões sobre a mulher brasileira, desde a mulata de curvas tortuosas, de Lan, até a rebelde bem-comportada Radical Chic, de Miguel Paiva ? e Galeria do Poder. Nesta última o público vai poder admirar a profunda capacidade dos retratistas de registrar de maneira inconfundível os grandes nomes da política mundial. Crítica política, humor negro, inclursões pelo cyberespaço e pelas ondas do rádio, todos esses percursos propostos por Traço, Humor & Cia tem, no entanto, um único e permanente objetivo: ?mostrar que, apesar de toda a tecnologia existente, nada pode prescindir da mão humana. O humor, dom exclusivo do ser humano, possibilita que, através do riso, possam ser ditas as verdades mais trágicas?, resume Denise Mattar. Traço, Humor & Cia. De terça a sexta, das 10 às 21 horas; sábado, domingo e feriado, das 13 às 18 horas. MAB/Faap. Rua Alagoas, 903, tel. 3662-7198. Até 29/6. Abertura sábado, às 16 horas, para convidados

Agencia Estado,

23 de maio de 2003 | 19h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.