Fernanda Carpegiani/Divulgação
Fernanda Carpegiani/Divulgação

A glamourosa volta de Dimmy Kieer, ou Dicesar

Dicesar lota boate GLS em sua primeira apresentação como drag queen após saída do BBB 10

27 de abril de 2010 | 17h12

Arícia Martins, do estadão.com.br

 

SÃO PAULO -  Desde a rua, já se notava um clima diferente em uma conhecida boate GLS da Barra Funda. Na porta, uma hostess drag se desdobrava para agilizar a entrada de uma turba agitada, que não estava ali somente para curtir uma balada. O que ela não previa era que, depois de entrarem, ao invés de subirem para a pista, as pessoas continuariam a se aglomerar na porta, onde fotógrafos e repórteres também atrapalhavam a passagem. Afinal, naquela noite, a Blue Space iria receber visitas incomuns, e todos queriam estar a postos para quando elas chegassem.

 

Um a um, eles foram entrando: Eliéser; depois, Uilliam, Alex, Michel, Elenita e por último ex-miss Brasil Jose. As coloridas e exageradas drag queens, figuras já batidas nesta casa noturna, também chamavam a atenção quando passavam pela porta com suas enormes perucas e roupas extravagantes.

 

O ex-BBB mais aguardado por todos, no entanto, se deu ao luxo de entrar por uma porta alternativa, já que não queria estragar a surpresa para a multidão de fãs, amigos e curiosos que lotavam a casa para prestigiá-lo.

 

A estrela da noite, motivo pelo qual grande parte das pessoas estava ali, era, na verdade, duas: o maquiador Dicesar, que se monta como a drag queen Dimmy Kieer - já conhecida no meio antes mesmo de participar do programa - em sua primeira apresentação como esse divertido personagem após ter saído da casa. A festa era especial não só para o paranaense, mas para todas as drags, que estavam orgulhosas do colega que divulgou a inusitada profissão ao Brasil inteiro.

 

Dimmy Kieer leva público à loucura ao arrancar a capa, deixando à mostra um vestido curto

 

Na pista excepcionalmente lotada, dezenas de homens - em sua maioria - e algumas mulheres dançavam animadamente ao som de música eletrônica enquanto aguardavam o ponto alto da noite. Para animar as pessoas enquanto as atrações principais não começavam, um dançarino de salto alto trajando uma roupa prata de paetês brilhantes se desdobrava em movimentos, acompanhado pelos go go boys da casa.

 

Nos camarotes, os BBB's e algumas drags já consolidadas no meio, como Salete Campari e as parceiras Sissi Girl e Dindry Buck, despertavam a curiosidade e admiração de quem estava próximo. Em boa parte da noite, a passagem no local era quase impossível por causa da aglomeração em torno dos famosos, a  quem as pessoas pediam autógrafos e fotos, e que apareciam a toda hora no telão da pista.

 

Por volta das duas da manhã, as luzes se apagaram, e a atração mais esperada da festa subiu ao palco em grande estilo. Vestindo uma capa vermelha - cor característica de sua personagem - com enormes plumas, e com uma nada discreta peruca da mesma cor, Dimmy Kieer levou o público à loucura quando arrancou a capa enquanto dançava, deixando à mostra um vestido curto, também vermelho.

 

Depois, foi a vez das convidadas se apresentarem. A cantora Joe Welch entoou covers de música pop, seguida da performance "bate cabelo" (nome dado ao modo como as drags modernas sacodem suas perucas) da dançarina Striperella, que arrancou aplausos e gritos dos presentes.

 

Após os shows das convidadas, Dimmy voltou ao palco, dessa vez acompanhada das colegas Raphaela, Sissi Girl e Dindry Buck para cantar um sucesso próprio - a música "Sou Uma Diva" - "exagerada, maravilhosa, colorida, gloriosa, perfumada, cheirosa, mágica, misteriosa, deusa, diva", como diz a letra.

 

Ao final, os convidados sobiram ao palco novamente. Fotos: Fernanda Carpegiani/ Divulgação

 

O clímax da noite, no entanto, ocorreu embalado pelo hino "I Will Survive". Dimmy interrompeu a dublagem que fazia da venerada canção de Gloria Gaynor e tirou sua peruca, arrancando gritos da plateia, e começou a se "desmontar"- modo como as drags chamam o ato de descaracterizarem e voltarem a se vestir como homens, para "se mostrar como realmente é" - nas palavras de Dicesar.

 

Já vestido de calça, tênis, camiseta e com a inconfundível boina que o acompanhou durante sua estadia no BBB 10, Dicesar agradeceu a presença de todos, enquanto a irreverente Silvetty Montilla, que apresentava a festa, chamou os convidados para subirem ao palco novamente.

 

Neste momento, Dicesar agradeceu ao mundo gay e disse que sua primeira apresentação como drag na qual recebeu cachê foi na Blue Space. "Tudo que sou, é graças ao mundo gay", revelou, entre aplausos. Depois de defender suas atitudes na casa e a profissão de drag queen, o ex-BBB protagonizou um dos instantes mais emocionantes da noite: conversou por telefone no palco com sua mãe, que não pôde comparecer ao evento porque está hospitalizada. Todos puderam ouvir quando dona Alice dos Santos se desculpou por não estar presente e falou ao filho que sentia muito orgulho por ele ser quem era.

Tudo o que sabemos sobre:
Dicesar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.