Priscila Prade
Priscila Prade

A força e a leveza das mulheres se destacam em espetáculos musicais

Da vida real à ficção, Estamira Gomes de Sousa, Cinderella e até o feminejo são inspirações para peças neste mês; veja outras atrações para o fim de semana

Danilo Casaletti, Especial para o Estadão

14 de janeiro de 2022 | 05h00

Três espetáculos musicais com mulheres – da vida real ou da ficção – como protagonistas estão em cartaz este mês. A E² Cia de Teatro e Dança estreia Tudo Que é Imaginário Existe e É e Tem, baseado na vida de Estamira Gomes de Sousa, mulher que trabalha em um aterro sanitário no Jardim Gramacho, no Rio, e teve a vida apresentada no filme-documentário Estamira, de Marcos Prado. No palco, a dançarina Eliana de Santana, que também dirige o espetáculo, conecta a força das palavras da homenageada com o movimento do balé. 

Já o musical Cinderella está nos seus últimos dias em cartaz e encerra a temporada em 30 de janeiro no Teatro Claro São Paulo. A montagem contemporânea do diretor Billy Bond conta com 26 atores e 12 bailarinos, é recheada de efeitos especiais. Para os fãs do feminejo, o musical Noite de Patroa fará três apresentações no Teatro Liberdade em 27 e 28 de janeiro e 3 de fevereiro. O espetáculo usa hits de estrelas como Marília Mendonça para contar a história de Marina, que trabalha em dois empregos para sustentar o filho depois de se divorciar. 

‘Tudo Que É Imaginário Existe e É e Tem’. Hoje (14) e sáb. (15), 20h. Sesc 24 de Maio. Rua 24 de Maio, 109, Centro. R$ 20/R$40. bit.ly/pecatudoimaginario. ‘Cinderella’. Teatro Claro. R. Olimpíadas, 360, V. Olímpia. Até 30/1. Sáb. 16h, dom. 15h30. R$ 75/R$ 200. ‘Noite de Patroa’: Teatro Liberdade. 27 e 28/1 e 3/2, 21h. R. São Joaquim, 129, Liberdade. R$ 40; Ingressos: infinitus.com.br

'Momo e o Senhor do Tempo’

Com direção de Carla Candiotto, a adaptação teatral do livro O Senhor do Tempo, do autor alemão infantojuvenil Michael Ende, traz a história da menina Momo, que surge misteriosamente em uma cidade. Lá, ela ensina as crianças a redescobrirem o prazer de brincar. Tudo vai bem até que Os Homens de Cinzas aparecem. 

Sáb. (15) e dom. (16), 16h. Teatro Alfredo Mesquita. Av. Santos Dumont, 1.770, Santana. Gratuito (retirar ingresso 1 hora antes).

Submundo da noite paulistana

A peça da Cia da Revista, baseado no romance homônimo de Marcelino Freire, tem como cenário o submundo da noite paulistana. Heleno é um dramaturgo que resgata no necrotério o corpo de um michê. Direção: Kleber Montanheiro. 

Reestreia: sáb. (15). Sáb., 21h30; dom, 18h. Al. Nothmann, 1.135, Campos Elíseos. R$ 40. Até 6/2. bit.ly/pecanosossos

Questões existenciais

Escrita e dirigida por Patrícia Vilela, a peça mostra o psicanalista Dr. Felipe Basili, uma espécie de eco existencial dos pensamentos de Diógenes, um filósofo cínico que vagava incansável pela civilização à procura de seres honestos. 

Estreia dom. (16), 18h. Teatro Irene Ravache. R. Capote Valente, 667, Pinheiros. R$ 60. Até 10/4. bit.ly/pecacaesderua

Artes

No fim de 2021, duas exposições foram inauguradas com o centenário da Semana de Arte Moderna de 22 como tema. No Centro Cultural Banco do Brasil, Brasilidade – Pós Modernismo retrata as marcas do movimento modernista na cultura brasileira. São 130 obras produzidas a partir dos anos 1960 por 51 artistas, como Adriana Varejão, Cildo Meireles e Tunga. Já em Era Uma Vez o Moderno (1910-1944), no Centro Cultural Fiesp, são mais de 300 obras, fotos, diários e outros itens de modernistas como Anita Malfatti e Di Cavalcanti.

CCBB: R. Álvares Penteado, 112, Centro. Até 7/3. Gratuito, agendamento em bit.ly/CCBBmoderno. Galeria de Arte do Centro Cultural Fiesp: Av. Paulista, 1.313. Até 29/5. Gratuito, agendamento em bit.ly/expomoderno.

'Barroco Sertanejo’

A exposição do arquiteto cearense Stênio Burgos traz imagens, poemas e textos para criar uma visão caleidoscópica do pensamento e do percurso do artista. A mostra é inspirada em Realtopia, um caderno que Burgos criou nos anos 1980, com poemas, observações afetivas e sobre a sociedade. 

Inauguração: sáb. (15). 3ª a dom., 10h/18h. Caixa Cultural São Paulo. Pça. da Sé, 111, Centro. Gratuito. 

Programação online

O curso Eu quero mesmo é isso aqui: poesia na canção contará com encontros semanais online a partir de quinta-feira (20), até 10/2, das 19h às 20h, via Zoom. A coordenação é de Gustavo Galo, compositor, músico e integrante da banda Trupe Chá de Boldo. A inscrição deve ser feita pelo site da Casa das Rosas até dia 20. Gratuito. Inscrições: casadasrosas.org.br.

Heranças eruditas

A segunda etapa do projeto arte_passagem traça um paralelo entre a obra do pintor contemporâneo Leonilson e do artista emergente Rafael RG, que mostra sua pesquisa Vox Noturna, sobre a presença de pessoas racializadas no universo da música erudita. Inauguração: Hoje (14). Edifício Eiffel. Pça. da República, 177, Centro. 2ª a 6ª, 9h/18h; sáb., 9h/13h. Gratuito. Até 26/2.

Música

Confira alguns dos shows programados para este fim de semana. Cheque se as apresentações continuam programadas – muitas têm sido canceladas nos últimos dias por causa da covid-19.

RAFA CASTRO

O cantor, compositor e pianista lança seu disco Teletransportar em show no Sesc Belenzinho este domingo (16), 18h. Este é o quarto álbum do cantor. Rua Padre Adelino, 1.000, Belenzinho. Ingressos: R$ 20/R$ 40. Compre aqui.  

 

HOMENAGEM A PAULINHO DA VIOLA

 O cantor Zé Renato presta homenagem a Paulinho da Viola, que completa 80 anos este ano, no show do álbum O Amor É Um Segredo, com releituras de sambas do compositor.  Hoje (14), 21h. Sesc Santo André. R. Tamarutaca, 302, Vila Guiomar. R$ 20/R$ 40. bit.ly/showzerenato

BÁRBARA EUGÊNIA

A cantora mostra no palco o álbum Crashes n’ Crushes, com músicas feitas entre os anos de 2015 e 2021, gravado em Lisboa. Hoje (14), 21h. Sesc Vila Mariana. R. Pelotas, 141, V. Mariana. R$ 20/R$ 40. bit.ly/showbarbaraeugenia

LEILA PINHEIRO

A cantora volta aos palcos com um show inédito no qual se dedica ao repertório de quatro compositores: Chico Buarque, Gonzaguinha, Guilherme Arantes e Roberto Carlos, acompanhada pelo violonista João Felippe. Sáb. (15), 21h; dom. (16), 18h. Sesc Vila Mariana. R. Pelotas, 141, V. Mariana. R$ 20/R$ 40. bit.ly/showleilapinheiro

CIDA MOREIRA

A cantora e pianista Cida Moreira faz sua primeira incursão pelo repertório de Sérgio Sampaio – o compositor do clássico Eu Quero Botar Meu Bloco na Rua – no show Boleros e Outras Delícias: Canções de Sergio Sampaio. Hoje (14), 21h. Sesc Belenzinho. R. Padre Adelino, 1.000, Belenzinho. R$ 20/R$ 40. bit.ly/showcidamoreira

MESTRINHO

O sanfoneiro sergipano apresenta clássicos do forró (como de Dominguinhos) e composições próprias. Sáb. (15), 22h. Casa de Francisca. R. Quintino Bocaiúva, 22, Sé. R$ 80. bit.ly/shomestrinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.