A biografia de Robert Crumb, por ele mesmo

Bob era um garoto míope, desengonçado, introspectivo, complexado e cheio de problemas com a repressão paterna e a loucura da mãe. Um dia, ele resolveu dar rosto, corpo e movimento aos seus traumas. Sua arma mais poderosa contra o mundo externo era a ponta de um lápis. Mas a revolta em relação à sociedade norte-americana reacionária nunca deixou de existir. A vingança? Tornar-se um cartunista famoso. Hoje, do alto de seus 40 anos de carreira, é o próprio Robert Crumb quem está bem na mira do humor sarcástico característico de sua obra. Minha Vida, recém-lançado pela Conrad, traz as melhores tiras do trabalho original do artista retratando passagens de sua existência nada convencional. Há uma autobiografia mais recente do artista, também revista por ele, lançada recentemente nos Estados Unidos.Em Minha Vida, reunindo material de 1969 a 1994, o próprio Crumb aparece em situações inenarráveis. "Cara, eu tô com o diabo no corpo hoje! Não dá pra saber que tipo de desenho depravado e doentio vou inventar!", o autor avisa, logo no primeiro quadrinho, na história As Confissões de R. Crumb. E não espere que ele seja bonzinho: não há espaço para auto-indulgência ao longo das 136 páginas do livro. Além do conteúdo, no mínimo, genial, a obra possibilita a visualização da evolução técnica e ideológica da trajetória do artista, considerado por muitos um dos maiores do século 20. Não é para menos: nascido em 30 de agosto de 1943, Crumb começou a carreira nos anos 60 na revista Help, dirigida por Harvey Kurtzman - criador e editor do período mais anárquico da famosa revista Mad. Tempos depois, o cartunista deixou Nova York para morar em São Francisco, onde encabeçou o movimento das revistas underground dos EUA. Autor de verdadeiros clássicos dos quadrinhos, como Zap Comix, Mr. Natural, Fritz The Cat e Blues, Crumb casou-se com Aline Kominsky, também cartunista, e hoje vive no interior da França com a filha do casal, Sophie. Seu próximo projeto é uma versão ilustrada do Gênesis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.