A beleza perene do musical Hair

O Mentiroso

UBIRATAN BRASIL, O Estado de S.Paulo

20 Fevereiro 2012 | 03h07

15 H NA RECORD

(Liar Liar). EUA, 1996. Direção de

Tom Shadyac, com Jim Carrey,

Maura Tierney, Justin Cooper, Cary Elwes e Anne Haney.

Jim Carrey é Fletcher Reede, um advogado que tem o costume de mentir o tempo todo. Cansado do mau hábito do pai, seu filho de 12 anos faz um pedido bem simples: que em 24 horas ele só diga a verdade. A partir daí, começa uma série de confusões, pois o homem precisa defender uma mulher traidora que quer se passar por santinha em um processo de separação e, assim, tirar muito dinheiro do ex-marido. O humor de Jim Carrey não agrada a todos, mas o cara é talentoso. Reprise, colorido, 85 min.

A Filha do Chefe

15H50 NA GLOBO

(My Boss's Daughter). EUA, 2003.

Direção de David Zucker, com Ashton Kutcher, Tara Reid, Jeffrey Tambor, Terence Stamp, Andy Richter e Jon Abrahams.

Tom Stansfield é um jovem executivo que está de olho em uma promoção no emprego. Tentando agradar ao chefe, ele aceita tomar conta de sua casa enquanto ele viaja durante um fim de semana. Tom está preparado para impressioná-lo e não deixar que nada aconteça com a residência, ao mesmo tempo em que planeja conquistar sua filha. Porém, uma série de imprevistos faz com que o fim de semana seja diferente do esperado. David Zucker é especialista em comédias populares, mas aqui conta com um bom elenco. Reprise, colorido, 90 min.

Ponte Para Terabítia

16H30 NA RECORD

(Bridge to Terabithia). EUA, 2007.

Direção de Gabor Csupo, com Josh Hutcherson, Anna Sophia Robb, Zooey Deschanel e Robert Patrick.

Garoto solitário faz amizade com uma jovem que mora no apartamento ao lado. Eles são sensíveis, imaginam um reino encantado, que localizam na floresta que delimita a vizinhança. Inspirado no livro de Katharine Peterson, o filme conta com uma ótima dupla central, que faz o possível para segurar as pontas em uma adaptação sofrível. Reprise, colorido, 95 min.

O Corajoso Ratinho

Despereaux

18 H NA RECORD

(The Tale of Despereaux). EUA/

Inglaterra, 2008. Direção de Sam Fell e Robert Stevenhagen.

A animação conta a história de Despereaux Tilling, um pequeno ratinho com sonhos gigantes. Com o objetivo de se tornar um herói, ele faz novas amizades e planeja o salvamento de uma princesa. Após Ratatouille, fica mais fácil gostar de ratinhos como heróis. Reprise, colorido, 100 min.

Ópera do Malandro

23 H NA TV BRASIL

Brasil, 1986. Direção de Ruy Guerra, com Edson Celulari, Claudia Ohana, Elba Ramalho, Ney Latorraca, Fabio Sabag, J.C. Violla e Wilson Grey.

Nos anos 1940, malandro explora cantora de cabaré e vive de pequenos trambiques. Baseado na obra de Chico Buarque, o filme tem seu charme, graças à habilidade do diretor Ruy Guer-ra com temas literários - do

Chico, ele também adaptou Estorvo e, de Gabriel García Márquez, ele rodou Erêndira e O

Veneno da Madrugada. Reprise, colorido, 105 min.

TV PAGA

Um Dia de Fúria

22 H NO TCM

(Falling Down). EUA, 1992. Direção de Joel Schumacher, com Michael Douglas, Robert Duvall, Barbara Hershey, Rachel Ticotin e Frederic Forrest.

Quando foi lançado, em 1992, Um Dia de Fúria provocou acaloradas discussões por tratar com tons fortes a violência urbana. O problema era o personagem vivido por Michael Douglas, um desempregado que, num dia de calor, poluição e congestionamento, perde o controle e acaba enlouquecendo, iniciando uma escalada de violência. Acaba perseguido por um policial que está em via de aposentar-se - é seu último dia de trabalho. Em meio à sua insanidade, que se transforma em um verdadeiro acerto de contas com a sociedade, ele toma atitudes que qualquer pessoa normal, em um lampejo de desespero, já pensou em tomar, como abandonar o carro em meio a um congestionamento ou agredir o funcionário de uma lanchonete, que se recusa a servir o café da manhã porque passou um minuto depois das 11 horas. O problema é que, até receber a devida punição, o personagem de Douglas é construído de forma a atrair simpatia do público, o que justifica sua violência irracional. Tornou-se famosa, aliás, a cena em que o homem, com um taco de beisebol nas mãos, faz justiça por conta própria, ignorando leis e a ordem. Reprise, colorido, 115 min.

Hair

1H05 NO TCM

(Hair). EUA, 1979. Direção de Milos Forman, com John Savage, Treat

Williams, Beverly D'Angelo.

Um jovem do interior conhece um grupo hippie que o conven-

ce a desistir do alistamento combater na Guerra do Vietnã. Musical clássico que, apesar de não seguir fielmente o original da Broadway (para isso, basta comparar com a bela versão em cartaz em São Paulo), ainda tem uma força e um vigor excepcionais. Momentos inesquecíveis:

a cena de abertura no Central Park, com a deslumbrante coreografia assinada por Twyla Tharp; a dança sobre a mesa de jantar da família rica (que não consta no original) e a canção libelo do final, contra qualquer tipo de guerra. Um programão. Reprise, colorido, 121 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.