Mônica Bento/AE
Mônica Bento/AE

89 mil pessoas se despedem do U2 em SP

A cena era curiosa, atípica mesmo em grandes shows. Ao entrar ontem no Estádio do Morumbi, fãs "tiozinhos" e jovens e crianças olhavam para cima e para os lados tentando entender ou adivinhar o que estaria por vir na última noite de U2 em São Paulo.

JULIO MARIA, O Estado de S. Paulo

14 Abril 2011 | 00h06

Estaria Bono guardando surpresas? Estaria rouco? Sem grandes invenções, Bono surgiu sob um estrondo poucas vezes visto em shows no Morumbi por uma razão física: poucas vezes o estádio recebeu 89 mil pessoas em uma noite. E, pela primeira vez, recebeu 89 mil pessoas por três noites quase que consecutivas. Às 21h40, uma lua minguante vencia as previsões de chuva para a hora do show.

Sem sinal de rouquidão, Bono veio com o script na cabeça. Abriu a noite como se só quisesse preparar o público para o primeiro som de grande efeito: I Will Follow. As pessoas pareciam entender que ali era um show especial, o último da temporada no Brasil. Foi uma grande despedida. Ao final da turnê, em 11 de julho, o U2 terá o recorde de ter sido visto por 7 milhões de pessoas em 30 países.

. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, foi ao show com a mulher, Lu. "Gosto do Bono como músico e ativista. Ele é comprometido com as causas sociais", disse Alckmin.

Mais conteúdo sobre:
U2 Bono show Morumbi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.