Felipe Rau/AE
Felipe Rau/AE

8º Oscar das salas de cinema de São Paulo

Pelo oitavo ano consecutivo, o 'Divirta-se' avaliou todos os cinemas da cidade para eleger os melhores em oito categorias. Tire os óculos 3D e conheça os vencedores

Divirta-se, O Estado de S.Paulo

24 Fevereiro 2012 | 03h00

Quantas vezes um fã é capaz de assistir ao mesmo filme para decorar as falas dos personagens? Arriscamos dizer que o número não supera o que a equipe do Divirta-se atingiu durante a avaliação para a oitava edição do Oscar das Salas de Cinema. As Aventuras de Tintim, por exemplo, foi visto mais de 20 vezes. Mas não pergunte sobre diálogos, detalhes cenográficos ou erros de continuação. Estávamos mais preocupados em medir o braço das poltronas, checar se o banheiro estava limpo, calcular a distância entre a tela e a primeira fileira e outros detalhes, que explica nossa metodologia. Se você viu alguém durante uma sessão com jeito de maluco, bloquinho e trena (sim, trena!) nas mãos, éramos nós. 

 

Melhor cinema

 

Cinemark Cidade Jardim - 39,8 pontos

 

Campeão pelo quarto ano consecutivo, o Cinemark Cidade Jardim investe em treinamento da equipe, atualização do menu e reformas nas salas para atender melhor o público.

 

Inaugurado em agosto de 2008, o cinema do Shopping Cidade Jardim fez barulho com seu conceito premium. O complexo estreou em nossa avaliação no ano seguinte, saiu vitorioso e não deixou o posto desde então. Neste ano, ele também leva os títulos de melhor sala, melhor bonbonnière e melhor sala de luxo. Qual é o segredo do sucesso? Segundo a diretora de marketing do Cinemark, Bettina Boklis, é “o aprimoramento contínuo de suas instalações e de sua equipe”.

 

A primeira reforma aconteceu dois anos após a abertura do complexo, com a ampliação das salas (ganhou mais 150 lugares) e do hall de espera. Atualmente, há sete salas no local. Nos últimos dois meses, as quatro salas VIP também foram reformuladas e ganharam poltronas elétricas e abajures. Além das modificações estruturais, o cinema atualiza a cada seis meses o seu cardápio, que é elaborado por um sommelier e por um chef de cozinha. O treinamento da equipe é minucioso e inclui a pronuncia correta do nome dos vinhos oferecidos no menu, além da informação sobre como harmonizá-los com os quitutes. Os funcionários também aprendem a utilizar aparelhos tecnológicos para anotar os pedidos e, assim, atender com eficiência os clientes exigentes, que pagam até R$ 52 para curtir uma sessão de cinema no shopping. 

2º lugar - Kinoplex Vila Olímpia: 37,07 pontos

 

Lanterninha: Itaim Paulista - Banheiros e salas com equipamentos quebrados, poltronas rasgadas e manchadas. 

 

Questão de método

 

Neste ano quatro repórteres visitaram os 45 cinemas da cidade. Munidos de um questionário minucioso, avaliaram cinco quesitos: sala, poltrona, bonbonnière, bilheteria e instalações.

A sala avaliada sempre era a maior de cada complexo. Assim como no ano passado, as salas e poltronas do segmento premium concorreram em uma categoria só delas. As cinco salas de luxo foram testadas por nosso Cri-crítico.

Para cada quesito, uma série de perguntas devia ser respondida pela equipe que, ao final, atribua uma pontuação específica. Por exemplo: se a distância entre a base do encosto da poltrona e o encosto do assento da frente era maior que 1 metro, valia 1 ponto; entre 80cm e 90cm, 0,5 ponto - nossa equipe estava munida de uma trena para a medição. Para chegar ao cinema vencedor, foram somados os pontos de cada quesito.


 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.