557 mil pessoas passaram pela Bienal do Livro

Em 11 dias, passaram pela 18ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo 557 mil pessoas, conforme balanço final dos organizadores, comunicado hoje, O número é pouco inferior ao da edição anterior, de 2002, que teve 600 mil visitantes, e quase igual à da Bienal carioca, de 2003, que teve 560 mil.A edição paulistana contou este ano com 320 expositores, que levaram mais de 2 mil lançamentos e 150 mil títulos para o Centro de Exposições Imigrantes. Ouvidos em pesquisa, 72% dos visitantes acima de 18 anos disseram ter adquirido livros, numa média de 5,5 exemplares por comprador. Para 78% das pessoas, a Bienal foi positiva, e para 20%, regular. Essa satisfação também pôde ser percebida entre os expositores: 71% consideraram sua participação compensadora e 87% afirmaram que irão participar da próxima Bienal, que deve ocorrer no mesmo local, em 2006.Entre os escritores que passaram pela 18ª Bienal do Livro, estiveram presentes Lygia Fagundes Telles, Içami Tiba, Marcelo Rubens Paiva, Ignácio de Loyola Brandão, Lya Luft, Lygia Bojunga, Adélia Prado, Frei Beto, Carlos Heitor Cony e Maurício de Sousa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.