500 artistas pela brasilidade em espetáculos gratuitos

O Rio foi a cidade escolhida pelo Ministério da Cultura para receber os eventos da série Brasilidade, que de hoje à próxima quarta-feira oferecerá espetáculos gratuitos de teatro, circo e música vindos de 14 Estados, do Rio Grande do Sul ao Pará.

Roberta Pennafort / RIO, O Estado de S.Paulo

25 de novembro de 2010 | 00h00

E o centro da cidade, região de confluência de quem vem das áreas mais ricas e dos subúrbios, o ponto que servirá de polo cultural: palcos foram montados no Largo da Carioca, na Cinelândia e, o maior deles, nos Arcos da Lapa, por onde milhares de cariocas, de todas as idades e classes, passam diariamente.

São 500 artistas, dos mais variados gêneros. Do samba carioca do conjunto Galo Preto, de Wilson das Neves e de Nei Lopes, ao Samba Chula de São Braz, trazido do Recôncavo Baiano. Do rock do Cachorro Grande (RS) ao Coco Raízes de Arcoverde (PE).

Além de atrações nacionalmente conhecidas, como o pernambucano Lenine, o paulistano Arnaldo Antunes, a gaúcha Adriana Calcanhotto (em modo Partimpim), o maranhense Zeca Baleiro, e os "alternativos" Otto e Céu.

Gaby Amarantos, a Beyoncé do Pará, vem com sua ginga, e a Orquestra Contemporânea de Olinda vai mostrar sua mistureba de ritmos. Também terá espaço a música sofisticada de Egberto Gismonti, com orquestra de sopros, e da Orquestra Petrobras Sinfônica. "Buscamos equilibrar grandes nomes e outros que têm forte atração só na cena local. Mas essa questão já vem sendo colocada em xeque pelo próprio mercado", explica o curador Thiago Cury, diretor do Centro de Música da Funarte, que trabalhou com a Secretaria de Identidade e Diversidade Cultural do ministério.

Teatro. Com Till - A Saga de Um Herói Morto, o grupo mineiro Galpão repisa o chão da Lapa. É o nome mais conhecido entre as atrações teatrais - junto com o carioca Tá na Rua, de Amir Haddad, que tem sede justamente na Lapa, que apresentará A Alegria do Palhaço É Ver o Circo Pegar Fogo, que marca seus 30 anos de existência.

O premiado espetáculo de miniaturas Lambe Lambe in Tchekhov, sucesso da Anjos da Noite Cia. de Teatro, está entre os que vão capturar a atenção das crianças.

Virão ainda grupos do Ceará (Imbuaça), Pará (In Bust), Sergipe (Teatro dos Caretas), Minas Gerais (Circovolante e Teatro Que Roda), Santa Catarina (Legião de Palhaços), Brasília (Teatro Mamulengo Presepada). E os cariocas (Teatro de Anônimo), Off-Sina, Grande Cia. Brasileira Mysterios e Novidades) e paulistanos (Cia. do Miolo, La Mínima).

É esperar para ver se o clima tenso que o Rio vive nos últimos dias por conta dos recentes e sucessivos ataques de bandidos vai atrapalhar a alegria da festa da brasilidade.

As informações detalhadas sobre a programação, que inclui também cinema, estão em www.cultura.gov.br/brasilidade/c/programacao/.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.