2046 traz a tristeza de Kar-wai

Bebês em Ação

Ubiratan Brasil, O Estado de S.Paulo

01 de outubro de 2010 | 00h00

15H55 NA GLOBO

(Bratty Babies). Canadá, 2001. Direção de Harvey Frost, com Lisa Rinna, Harry Hamlin, Frances Bay.

Grupo de bebês inteligentes, apesar de pequenos, já usufrui do dom da fala. Depois de um assalto a banco, dois ladrões se escondem em uma creche sem saber dos dotes que os pequeninos armam um plano para detê-los. O filme até que agrada no início, mas acaba cansando. E a referência a Ninguém Segura Este Bebê é inevitável, mas Frost é menos talentoso. Reprise, colorido, 91 min.

2046 - Os Segredos do Amor

22 H NA CULTURA

(2046). China, 2004. Direção de Wong Kar-wai, com Tony Leung, Maggie Cheung e Chang Chen.

Escritor se isola em um quarto com o número do título, esperando escrever um livro sobre o futuro. Na verdade, ele viaja para o passado e para as mulheres de sua vida. Wong Kar-wai é responsável por uma obra-prima, Amor à Flor da Pele, que dirigiu antes do cartaz de hoje. Nos dois trabalhos, a tristeza marca os personagens, mas, em 2046, a impossibilidade de executar certas tarefas o torna ainda mais melancólico. Kar-wai refez o filme inúmeras vezes e, quando terminou, confessou que ainda não estava satisfeito. Em determinadas passagens, essa indefinição é nítida mas, no geral, o filme hipnotiza. Inédito, colorido, 127 min.

Uma Dupla Quase Perfeita

22 H NA REDE BRASIL

(Turner and Hooch). EUA, 1992. Direção de Roger Spottiswoode, com Tom Hanks, Mark Winninghan.

Policial correto, que está a três dias de uma transferência para uma cidade maior, é obrigado a trabalhar com a única testemunha de um violento assassinato: um cachorro, que pertencia à vítima. E o animal, apesar de ajudar, bagunça completamente a vida do policial certinho. Hanks segura as pontas como de hábito, mas o astro do filme é o cachorro e suas trapalhadas. Boa diversão. Reprise, colorido, 97 min.

Milagre em Juazeiro

22 H NA TV BRASIL

Brasil, 1999. Direção de Wolney Oliveira, com José Dumont, Marta Aurélia.

Misto de documentário e ficção, que acompanha a trajetória do Padre Cícero, especialmente seu encontro com Lampião. O diretor Wolney de Oliveira levou mais de seis anos para completar o filme, que utiliza material de arquivo, somado ao trabalho com atores, para reconstituir a mitológica trajetória do padre, cuja trajetória é acompanhada a partir de 1889. Conta-se, no Nordeste, que neste ano aconteceu o tal milagre em Juazeiro. A hóstia se teria transformado em sangue quando uma das beatas tomava a comunhão pelas mãos do padre Cícero. Correu a história de que o sangue seria o de Jesus Cristo. A beata e o padre passaram a ser idolatrados pelo povo simples. Mas a Igreja oficial não embarcou na versão e mandou uma comissão eclesiástica a Juazeiro para investigar o caso. Curiosidade que vale uma espiada. Reprise, colorido, 83 min.

Ben 10: Invasão Alienígena

23H30 NO SBT

(Ben 10 Alien Swarm). EUA, 2009. Direção de Alex Winter, com Ryan Kelley, Galadriel Stineman, Alyssa Diaz.

Rapaz vive um dilema: romper sua aliança com os encanadores para ajudar uma misteriosa garota que corre perigo por causa de uma ameaça alienígena que se aproxima, ou ouvir seu avô, temeroso de que a garota esteja preparando alguma armadilha, pois o pai dela é um traidor dos encanadores. A intenção é de que seja uma comédia. A se julgar pela sinopse, a maluquice impera. A seu gosto. Reprise, colorido, 90 min.

Nelson Mandela

23H30 NA TV BRASIL

Áustria, 2008. Direção de Regina Strassegger.

Documentário que acompanha a trajetória do líder sul-africano, desde sua prisão por contestar a política de segregação racial (conhecida por apartheid) até sua libertação e consagração, com a eleição como presidente da República. A emissora não divulgou maiores detalhes, mas o personagem, por conta da riqueza de sua história, sustenta o interesse. Reprise, colorido, 45 min.

Os Olhos da Cidade São Meus

1H05 NA REDE BRASIL

(Anguish). Espanha, 1987. Direção de Bigas Luna, com Zelda Rubinstein, Michael Lerner, Talia Paul.

Diabético que perde o emprego num hospital por causa da diabetes - que o está deixando cego - vinga-se arrancando os olhos de espectadores num cinema que só exibe filmes assustadores. O roteiro absurdo agradou em diversos festivais internacionais, que premiaram o filme. Na verdade, a fama de Bigas Luna, cineasta que começou a carreira junto de Pedro Almodóvar também provocando escândalos, garantiu tantas honrarias. Mas, ao contrário do ilustre colega, Luna revelou-se um cineasta de talento reduzido. Reprise, colorido, 86 min.

Intercine

1H55 NA GLOBO

A emissora exibe o preferido do público entre Meu Primeiro Homem, de Christine Lahti, com Albert Brooks, sobre uma adolescente punk carente que gosta de visitar cemitérios e tem uma amizade incomum com seu patrão quarentão, gerente da loja de roupas na qual ela trabalha e que leva uma vidinha metódica; e Eu, Eu Mesmo e Irene, de Bobby e Peter Farrelly, com Jim Carrey, Renee Zellweger, comédia impagável sobre um homem com dupla personalidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.