140 bandas reunidas no deserto

Para os ouvidos, a coisa é a de sempre: 140 bandas, alguns dos mais famosos nomes da música pop, alguns dos mais desconhecidos também, um colossal show em animação (Gorillaz), uma grande volta (Pavement), uma das mais incensadas novidades (The XX), um velhaco (Devo), um mais velhaco (Gary Numan), uns 100 nomes novos badalados, Phoenix, LCD Soundsystem, Vampire Weekend (foto), Hot Chip, MGMT e uma cantora brasileira, a Céu.

Lúcio Ribeiro, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2010 | 00h00

Para os olhos, o cenário é paradisíaco. Horda de hipsters e hippies, pessoas normais, modelos, astros de Hollywood de todos os tamanhos na plateia e até robôs que conversam (!!!) frequentando um mesmo espaço físico no meio do deserto da Califórnia, um Gramadão de campo de polo à beira de colinas de pedras e ornado com palmeiras plantadas artificialmente em meio à aridez da região, que envolvem seus cinco palcos/tendas. Para enfeitar o caminho à música, muita arte espalhada: de insetos metálicos imensos a totens futurísticos gigantes. Calorzão de dia, friozinho à noite.

Começa na sexta o megafestival Coachella, três dias de celebração musical realizada na desértica cidade de Indio, Califórnia, três horas de carro de Los Angeles. Em sua 11ª edição, o Coachella atravessou os anos 2000 se tornando um dos principais eventos de música do planeta. É quando jornais, revistas, sites, blogs, Twitters, Facebook, YouTube, Flickr parecem não ter outro assunto. A Passagem de Som vai passar por lá.

Indestrutível a volta do pavement

Estava ensaiado para acontecer no ano passado, mas vai virar realidade agora em 2010. O convite para tocar no Coachella Festival ajudou na grande volta à ativa da cultuada banda Pavement. Famoso no rock independente americano dos anos 90, o Pavement, que iniciou 2010 tocando na Oceania e no momento faz turnê pelo Japão, baixa no deserto californiano para seu primeiro grande show nos EUA desde 1999. O grupo, de um certo rock lo-fi e liderado pelo guitarrista Stephen Malkmus, realiza em 2010, entre outras festejadas apresentações, uma residência de sete shows em Londres (maio) e outra de também sete concertos no Central Park, em Nova York (setembro). Em março agora, a banda lançou a coletânea Quarentine the Past: The Best of Pavement, com 23 músicas que cobrem os elogiosos 10 anos de carreira lá dos 90.

Agora vai? a "terceira vinda" do Gossip ao Brasil

Da série "Será que agora vai?" parece que estão programadas três datas no início de novembro para o encantado show da banda americana Gossip no Brasil. O grupo da gigante e polêmica Beth Ditto, que cancelou já duas turnês no país com ingressos vendidos e tudo, tocaria em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre em datas próximas ao dia 5 de novembro. O show paulistano deve coincidir com a data do mega festival Planeta Terra, isso se o Gossip não for inserido em sua programação oficial. Atração disco-punk de apelos indie, fashion, lesbo e eletrônico, o Gossip é uma das bandas novas mais esperadas para tocar por aqui. O trio vem dentro de um festival promovido pela marca de óculos escuros Chilli Beans, que foi forçada em março a cancelar uma turnê com o Gossip. O primeiro furo da banda com o público brasileiro foi no Tim Festival de 2008. Que eles não aprontem outra desta vez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.