11 de setembro é destaque na TV

As emissoras de tevê também voltamsuas programações para um ano pós-atentado. Um dos grandesdestaques é, sem dúvida, o documentário inédito 9/11, dosirmãos franceses Naudet, que será exibido na GNT, dia 11, às 22horas e, em seguida, na Rede Globo, na madrugada do dia 11 para12, após o Programa do Jô. Será transmitido também pelaGlobo News, do dia 14 para 15, à 0h05. As imagens foram captadas pelas câmeras dos Naudets poracaso. A dupla acompanhava, há alguns dias, o dia-a-dia dosbombeiros, tendo como enfoque principal o personagem TonyBenetatos, um recém-chegado na companhia. Durante o atentado àstorres gêmeas do World Trade Center, um deles, Gerdeon Naudet,fez o registro da tragédia do lado de fora, enquanto Jules fezcenas do lobby do prédio. Foi Jules, aliás, quem filmou o choquedo primeiro avião contra uma das torres. Apresentado pelo atorRobert de Niro, com narração dos irmãos franceses, 9/11poderá ser encontrado nas lojas, a partir de 22 de outubro, nasversões VHS e DVD. No dia 11, a TV Bandeirantes promete uma coberturacompleta da repercussão ao longo do dia, em todos seus programase noticiários. Mas sua principal atração ficará reservada para anoite, às 22h15, com a exibição do especial O Dia Em Que ATerra Parou, comandado por Roberto Cabrini. "Ele foi paraNova York e vai conversar com personagens, nos locais dosatentandos", explica Rogério Gallo, diretor de programação daBand. O programa trará ainda material comprado da CNN,entrevista com a embaixadora dos EUA no Brasil e debate comespecialistas em terrorismo, representates da religião islâmicae do correspondente da Rádio Bandeirantes em Washington, EduardoCastro, que foi testemunha ocular da tragédia ao ver da janelade seu apartamento o ataque ao Pentágono. "Vamos criar um climade discussões, em que o público poderá participar, por telefoneou e-mail", diz Gallo. O canal pago A&E Mundo exibe uma série de especiais, apartir do dia 9, com as biografias de George W. Bush, Tony Blair Osama bin Laden e outros. Já a CNN Internacional e CNN enEspañol programaram transmissões ao vivo de eventos pelo mundoque relembram o atentado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.