ALINE ARRUDA/VITRINE FILMES/DIVULGAÇÃO
ALINE ARRUDA/VITRINE FILMES/DIVULGAÇÃO

Zezé Polessa brinca de terapeuta de casais em novo filme

Atriz está na comédia ‘O Amor no Divã’, de Alexandre Reinecke, e dá uma palinha do papel na próxima trama de Glória Perez na Globo

Luiz Carlos Merten, O Estado de S. Paulo

10 Dezembro 2016 | 03h00

Zezé Polessa brinca com o repórter que nunca viu nada parecido. “Cinema em geral é uma coisa que demora anos. O Amor no Divã surgiu na minha vida em abril e já está estreando. É um parto de sete meses, e não é prematuro”, ri. Diretor de teatro, Alexandre Reinecke há tempos flertava com o cinema. Recebeu o convite, topou.

Tudo foi feito rapidamente, queimando etapas. O projeto foi bancado pelo produtor, sem tempo para captar. “Ficou direitinho, não?”, pergunta o diretor. E Zezé – “Embarquei nessa história ainda durante as gravações de Liberdade, Liberdade. Me achei um pouco cansada na tela, mas meu filho, que viu o filme comigo, disse que a personagem fica melhor assim.”

Amor no Divã é sobre casal em crise, Paulo Vilhena e Fernanda Paes Leme, que procura uma terapeuta. É Zezé, que, na ficção, não está nada bem com o marido, interpretado por Daniel Dantas, com quem ela já foi casada (e é o pai do João). O filme traz soluções bastante engenhosas. “Pesquisando, encontrei terapeutas de casais que trabalham com bonecos para expressar as tensões dos pacientes. Só que, em geral, são bonecos pequenos. Eu, com minha experiência de teatro, foi que quis manipular bonecos grandes”, diz o diretor.

O Amor no Divã baseia-se numa peça de Juliana Rosenthal K, adaptada pela autora. O roteiro faz observações pertinentes e possui falas mordazes. Zezé/a terapeuta anuncia que o casal tem de trabalhar a relação. “Se fosse fácil, Rivotril não tinha virado aspirina.” Todo mundo se sai satisfatoriamente, mas Zezé, sexy nas suas cenas de lingerie, é quem está melhor. E diz – “Na verdade, não é um filme neurótico como as comédias de Woody Allen. É mais simplesinho”, avalia. “E o bom é que o Alexandre e a Juliana trabalham com problemas reais, com os quais a maioria dos casais pode se identificar.”

Você talvez não saiba, mas Zezé é médica formada. “Não ia dar certo. Já na faculdade comecei a fazer teatro, e me encontrei.” Ela prepara um espetáculo de poesia para o ano que vem e está confirmada no elenco da próxima novela de Glória Perez, que se chamava À Flor da Pele e nesta semana foi rebatizada como A Força do Querer. “Faço a mãe de Ísis Valverde, que é seduzida pelo boto. Vamos gravar as primeiras cenas na Amazônia e depois a trama prossegue em Niterói.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.