"Yu-Gi-Oh!", o rei dos jogos, ganha versão na telona

Criado em 1996 pelo desenhista de mangá e escritor Kazuki Takahashi, o desenho japonês Yu-Gi-Oh! (significa "rei dos jogos") virou mania mundial a partir do ano 2000, quando estreou na tevê americana, batendo recordes de audiência. Hoje, mais de 60 países transmitem o programa (no Brasil, é exibido pela Globo e pelo Nickelodeon). O sucesso foi tanto que o desenho virou longa-metragem: Yu-Gi-Oh! O Filme, que estréia hoje no Brasil. A produção foi toda feita nos Estados Unidos, de olho no público ocidental.Os episódios da TV contam as aventuras do estudante Yugi Muto, que vira um herói invencível quando joga o Duelo dos Monstros, seu jogo de cartas favorito, no qual os adversários usam cards ilustrados com criaturas fantásticas. Como todo menino da sua idade, Yugi não é perfeito, tem medos e leva uma vida normal. Mas carrega no pescoço um pingente misterioso chamado Enigma do Milênio, onde habita o espírito do Faraó, seu alter ego, que lhe ajuda a conseguir energia. Juntos, Yugi e o Faraó ganham força para salvar a humanidade.A história do filme não é muito diferente do que se vê na série da TV. Na aventura da telona, Yugi terá de lutar contra seu pior inimigo, Seto Kaiba, que fará de tudo para conquistar o título de Rei dos Jogos. Mas, de repente, os monstros imaginários se tornarão reais e os duelistas terão de lutar por suas vidas e pelo destino do mundo, contra o poderoso vilão Anúbis. O filme mostra uma série de duelos entre Kaiba e o Faraó, enquanto Yugi e seus amigos vão parar em uma pirâmide no Egito. Os tais duelos funcionam da seguinte forma: cada jogador tem direito a um número de cartas preestabelecido. As cartas representam monstros ou poderes e podem ser combinadas, como num baralho, para obter resultados diferentes.

Agencia Estado,

03 de setembro de 2004 | 15h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.